CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 29 de novembro de 2021
Habitação by century 21
Gaia Hills: oito edifícios com vista para o Douro Gaia Hills_2.jpg Gaia Hills: oito edifícios com vista para o Douro

Gaia Hills: oito edifícios com vista para o Douro

13 de outubro de 2021

Desenvolvido numa copromoção entre grupos belgas Thomas & Piron e a Promiris, o projecto imobiliário contempla oito edifícios, num total de 256 apartamentos de tipologias de T0 a T5.

O empreendimento localiza-se na outrora denominada Quinta do Vale de Amores, em plena zona ribeirinha, Vila Nova de Gaia. O projecto prevê a construção de oito edifícios habitacionais para acolher até 256 apartamentos T0 a T5. Projetado ao longo de quatro a cinco pisos, agrega uma área total de construção acima do solo a rondar os 30.500 m2. O valor do investimento deverá atingir os 85 milhões de euros.

Com uma vista panorâmica sobre o Douro, em plena zona ribeirinha, o projecto materializa-se num empreendimento residencial direccionado para famílias. Os valores dos apartamentos, segundo as promotoras, “deverão situar-se entre os 150 e os 900 mil euros”.  Desenvolvido em duas fases, o arranque da construção está previsto para o segundo semestre de 2022.

 

Arquitectura moderna, natureza e sustentabilidade

Situado entre um parque de aproximadamente três hectares e o rio Douro, o Gaia Hills está projectado em torno de uma ágora concebida como um oásis verde, que convida à tranquilidade e ao bem-estar. Todas as fracções beneficiarão de áreas de terraço amplas com vistas sobre o rio e a cidade do Porto. O projecto tem a assinatura do Gabinete Saraiva + Associados e apresenta-se como um conceito moderno de habitação combinado com a natureza.

Os promotores – como sublinham – “tencionam criar com o Gaia Hills um dos projectos mais emblemáticos em termos de sustentabilidade ambiental e ecológica”.

O empreendimento tem previsto cerca de 15.860 m² de construção para estacionamento em cave, arrecadações e áreas técnicas, assim como áreas comuns. Já as áreas exteriores comuns agregam um total de 18.200 m². Além de áreas recreativas na zona verde, o empreendimento residencial será ainda dotado de uma praça central e acessos pedonais aos diferentes edifícios, que serão edificados por fases, com a maior parte do investimento nestes espaços exteriores comuns a ser realizado na primeira fase.

PUB
ARRENDAMENTO
Arrendamentos em Lisboa com número recorde no 1.º semestre – informa o novo portal LXhabidata
29 de novembro de 2021
PUB
PUB
PUB