CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 18 de setembro de 2019
Turismo

Portugal é “Melhor Destino Turístico” para pessoas com dificuldades de mobilidade

12 de setembro de 2019

O primeiro prémio de “Destino Turístico Acessível 2019” da Organização Mundial do Turismo (OMT) foi atribuído a Portugal. O galardão foi entregue esta terça-feira, em São Petersburgo, na Rússia.

O prémio ‘Destino Turístico Acessível 2019’ foi atribuído a Portugal pela Organização Mundial do Turismo (OMT), durante a 23ª Assembleia Geral deste organismo, que decorre na cidade russa de São Petersburgo.

Trata-se de um prémio inédito, visto que é a primeira vez que a OMT premeia o destino turístico com melhores acessibilidades para pessoas com dificuldades de mobilidade.

“Portugal é o único país a receber esta distinção, que é atribuída pela primeira vez este ano pela Organização Mundial de Turismo (OMT), que reconhece o esforço de Portugal na promoção da acessibilidade no Turismo” refere o comunicado do ministro Adjunto e da Economia.

A nota revela que “só na Europa, existem 90 milhões de turistas com necessidades específicas de mobilidade”, pelo que “esta distinção é muito importante para posicionar Portugal como líder na acessibilidade”.

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, manifestou a sua “enorme satisfação” e considera que “este prémio constitui um grande impulso para que Portugal se torne o destino mais inclusivo do mundo”.

Por seu lado, a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, congratulou-se com o prémio, o qual considera que traduz o reconhecimento pelo esforço “que Portugal tem realizado em matéria de acessibilidades”.

Ana Sofia Antunes salientou o programa ‘Mais Acesso’, que irá apoiar projectos de promoção de acessibilidades em cerca de 50 municípios, através de um investimento global de 15 milhões de euros.

 

Mais inclusão e igualdade

O comunicado do Governo salienta alguns das iniciativas implementadas com vista a promover a inclusão e a igualdade.

O programa All for All (tudo para todos), lançado em 2016, com o objectivo de capacitar a oferta turística portuguesa e de criar roteiros acessíveis em todo o País, já apoiou 116 projectos, que representam um investimento de 20 milhões de euros. O Castelo de São Jorge, em Lisboa, o Convento de Cristo, em Tomar, e as Caves Calém, em Vila Nova de Gaia, são monumentos emblemáticos que beneficiaram de obras de melhoria das acessibilidades realizadas no âmbito deste programa.

O Governo lançou, também, o portal Tur4All (turismo para todos), no sentido de facilitar o acesso à informação e de promover a oferta turística para pessoas com necessidades específicas de mobilidade.

É necessário criar uma nova cultura, pelo que, “nas Escolas de Turismo passou a ser incluído nos currículos dos alunos um módulo dedicado ao turismo acessível, com um total de 1.059 alunos formados nesta temática”, refere a nota, que sublinha, ainda, o programa ‘Praia Acessível’ e o ‘Festivais + Acessíveis’, lançado em 2019.

Lusa/DI

PUB
ARRENDAMENTO
Entre Maio e Agosto a procura de quartos aumentou 52%
16 de setembro de 2019
PUB
PUB
PUB