CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 23 de outubro de 2019
Habitação by century 21

Finangeste promove projecto imobiliário em Alhandra

9 de outubro de 2019

A Finangeste anunciou hoje o investimento de cinco milhões de euros num novo projecto imobiliário em Alhandra, Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, que já criou 55 postos de trabalho directos.

De acordo com a empresa de recuperação de créditos e gestão de activos imobiliários, este novo projecto imobiliário, designado Empreendimento Casas do Rio, é composto por 20 moradias com condomínio fechado, piscina e ginásio comum.

Com tipologias de T3 a T5 e áreas compreendidas entre os 239 e os 518 metros quadrados, reflecte, segundo a administração da Finangeste, a aposta da empresa no sector residencial em Portugal.

“Acreditamos que a classe média portuguesa continua a evidenciar uma forte procura de casas para as suas famílias”, refere a administração.

Em Maio deste ano, a Finangeste já tinha anunciado o investimento de 10,5 milhões de euros nas Caldas da Rainha, onde está a recuperar um conjunto de cinco edifícios inacabados que se encontravam em estado avançado de degradação.

A empreitada, que permitiu a criação de 150 postos de trabalho directos, vai dar lugar a um condomínio com 73 novas habitações, diversas lojas e serviços, jardins e piscina.

A empresa adianta ainda que “os próximos investimentos da Finangeste passam por dois projectos de reabilitação em Lisboa - Baixa de Lisboa e Avenidas Novas - para habitação”, cujas obras começam ainda em 2019 e representam um investimento de mais de 15 milhões de euros.

 

A Finangeste

Criada em 1978 como empresa pública pelo Governo Português, a Finangeste faz actualmente parte de um grupo integrado de empresas de recuperação de crédito e de desenvolvimento imobiliário, possuindo desde 2015 uma nova estrutura accionista. Os principais activos geridos por si geridos correspondem a “créditos sobre grandes empresas, com garantias hipotecárias ou não; créditos sem garantia; imóveis; projectos imobiliários e participações financeiras em diferentes tipos de sociedade”. A empresa é responsável pela gestão de carteiras de créditos não produtivos (NPL) no valor de 1,2 mil milhões de euros e de activos imobiliários no valor de 600 milhões de euros. Nos dois últimos anos captou cerca de 500 milhões de euros de investimento internacional para o desenvolvimento de projectos imobiliários em todo o país.

 

PUB
ARRENDAMENTO
20 milhões de euros para construir 500 casas de renda acessível em Gaia
22 de outubro de 2019
PUB
PUB
PUB