CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 26 de outubro de 2021
Habitação by century 21
Athena Advisers prepara 2.º fase do projecto Forest Homes na ilha do Pico Forest Homes_Villas_Exterior.jpg Forest Homes_Villas_Sala.jpg Athena Advisers prepara 2.º fase do projecto Forest Homes na ilha do Pico

Athena Advisers prepara 2.º fase do projecto Forest Homes na ilha do Pico

27 de julho de 2021

As 5 villas e 3 chalés que constituem a 1.ª fase do empreendimento Forest Homes, nos Açores, estão 100% vendidas ou reservadas. A entrega das casas está marcada para o terceiro trimestre de 2022. A comercialização, a cargo da consultora internacional Athena Advisers em regime de exclusividade, “atraiu compradores americanos e canadianos rendidos à beleza natural do arquipélago açoriano e ao conceito inovador e sustentável do projecto” afirma a empresa.

 

Golden Visa

O empreendimento, que começou a ser comercializado no início de 2020, “registou um elevado interesse num mercado onde, actualmente, a procura supera a oferta”, assegura David Moura-George, director geral da Athena em Portugal. “Nesta procura destacam-se os compradores norte-americanos que têm uma forte afinidade com o Arquipélago dos Açores ao largo da costa americana por evidenciar características semelhantes ao Havaí, na costa Oeste dos Estados Unidos, e que, aliás, fica a 5 horas a Leste de Nova Iorque, tal como o Havaí fica a 5 horas a Oeste de São Francisco.”

“Outros fortes atractivos foram a arquitectura e a localização do Forest Homes” - sublinha aquele gestor.

Situado na encosta da Colina de Santo Amaro, na Ilha do Pico, o projecto tira o máximo partido do declive do terreno e da natureza em que está inserido para proporcionar vistas panorâmicas sobre a paisagem e o oceano. Janelas rasgadas do chão ao teto e amplos espaços exteriores, como terraços, varandas e jardins amplificam as vistas e a luz natural.

Todas as villas foram desenhadas como “casas na árvore” e a construção do total das 8 unidades que compõem o projecto está a ser feita com recurso a materiais locais, como madeira, pedra de basalto e telha cerâmica. Piscina privativa ou acesso a uma área comum com piscina são ainda parte integrante destas casas, que terão classificação elevada em termos de eficiência energética para maior sustentabilidade e menor impacto ambiental - refere o projecto.

“O projecto Forest Homes é extremamente atractivo para quem procura uma casa de férias com fortes perspetivas de retorno. O preço é muito apelativo, cerca de €2.000/m², para propriedades que são vendidas prontas a habitar ou a colocar num programa de arrendamento de curta duração com uma yield de 5%”, destaca David Moura-George.

O responsável adianta ainda que “já está em preparação o lançamento da segunda fase do projecto, que será, mais uma vez, comercializado em exclusivo pela Athena Advisers num dos destinos mais promissores dos próximos anos, tendo em conta que continua a ser elegível para efeitos de Golden Visa e será cada vez mais procurado não só pelos norte-americanos mas também por outras nacionalidades seduzidas quer pelo Visto quer pelo estilo de vida ímpar que os Açores oferecem.”

 

Casas inspiradas pela natureza

Localizadas na parte mais elevada da colina, as villas (Forest Homes) são de tipologia T2, com 196 m². Usufruem de cozinha, sala de estar e de jantar em plano aberto, amplas janelas em todas as divisões, varandas e terraço na cobertura com vistas deslumbrantes.

Os chalés (Forest Homes Cottages) ocupam a parte mais baixa da colina, mas desfrutam igualmente de vista panorâmica sobre o verde da floresta e o azul do Atlântico. São de tipologia T2, com uma área de 189 m² distribuída em dois pisos: no piso inferior ficam os quartos e a zona de trabalho e no piso superior situa-se a área social em plano aberto que liga a um deck com jardim.

 

Um destino privilegiado

Eleito pelo European Best Destinations como um dos destinos europeus mais seguros em 2021 (COVID-19), o Arquipélago dos Açores tem vindo a destacar-se no mapa mundial do turismo: em 2020 foi considerado o “Melhor Destino Europeu para Aventura” pelo Word Travel Awards e em 2019 integrou o Top 10 dos destinos mundiais a visitar pelo New York Times. A sua beleza natural e as características únicas para a prática de desportos de aventura têm contribuído para a sua popularidade. As vinhas da Ilha do Pico estão classificadas como património mundial da UNESCO desde 2004.

PUB
ARRENDAMENTO
Portugal alavanca receitas de plataforma europeia de arrendamento a médio prazo em 70%
22 de outubro de 2021
PUB
PUB
PUB