CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 20 de novembro de 2019
Actualidade

Vistos Gold: Investimento chinês cai 11% até Setembro e brasileiro sobe 46%

21 de outubro de 2019

O investimento chinês captado através dos vistos 'gold' caiu 11% até Setembro, face a igual período de 2018, para 180 milhões de euros, enquanto o brasileiro aumentou 46,5% para 132,6 milhões de euros.

De acordo com dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), nos primeiros nove meses do ano o investimento proveniente da China por via de Autorizações de Residência para Actividade de Investimento (ARI) atingiu 180 milhões de euros, menos 11% em termos homólogos.

Entre Janeiro e Setembro foram concedidos 323 vistos 'dourados' a cidadãos de origem chinesa.

Nos primeiros nove meses de 2018 o investimento de origem chinesa foi de 203 milhões de euros.

Já o investimento brasileiro, por via da ARI, ascendeu a 132,6 milhões, mais 46,5% que um ano antes, num total de 176 vistos.

Relativamente ao investimento oriundo da Turquia, este recuou 48,5% entre Janeiro e Setembro, face ao mesmo período de 2018, para 38,5 milhões de euros.

Até Setembro fora atribuídos 71 ARI a cidadãos turcos.

No 'top 5' do investimento por nacionalidades, constam ainda os Estados Unidos, totalizando 38,5 milhões de euros até Setembro, com 49 ARI concedidos.

A Rússia, com 40 vistos 'gold', totalizou um investimento de 26,3 milhões de euros no período em análise.

Em Setembro, o investimento total proveniente de ARI ascendeu a 48.450.021,42 euros, uma subida de 29,7% face ao registado em igual mês de 2018 (37 milhões de euros).

Comparativamente a Agosto, quando o investimento foi de 82,5 milhões de euros, este registou um recuo de 41%.

Nos primeiros nove meses do ano, o investimento captado totalizou 601,5 milhões de euros, mais 1% que um ano antes.

Em quase sete anos -- o programa ARI foi lançado em Outubro de 2012 --, o investimento acumulado até Setembro totalizou 4.851.321.701,65 euros, com a aquisição de imóveis a somar 4.378.813.787,85 euros.

Os vistos "dourados" atribuídos por via da transferência de capital ascendem a 472.507.913,8 euros.

Desde a criação deste instrumento, que visa a captação de investimento, foram atribuídos 7.960 ARI: dois em 2012, 494 em 2013, 1.526 em 2014, 766 em 2015, 1.414 em 2016, 1.351 em 2017, 1.409 em 2018 e 998 em 2019.

LUSA/DI

PUB
ARRENDAMENTO
Englobamento obrigatório para rendimentos prediais terá “efeito perverso” no mercado – diz APEMIP
14 de novembro de 2019
PUB
PUB
PUB