CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 27 de outubro de 2020
Sustentabilidade
Consultora imobiliária JLL vai alcançar zero líquidas de carbono a nível global até 2030

Consultora imobiliária JLL vai alcançar zero líquidas de carbono a nível global até 2030

24 de setembro de 2020

Consultora assina Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero do World Green Building Council e compromete-se a atingir zero líquidas de carbono em todos os edifícios que ocupam até 2030.

 A empresa também defende uma abordagem de zero líquidas junto de todos os seus clientes e fornecedores.

A JLL fez o anúncio conjuntamente com o  World Green Building Council  ( WorldGBC ) no primeiro dia da Semana do Clima de Nova Iorque. Em Setembro de 2019, a JLL tornou-se a primeira consultora imobiliária no Reino Unido a assinar o Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero ( Net Zero Carbon Buildings Commitment  - NZCB) do WorldGBC, o que estabelecer estabelecer um modelo para o Compromisso NZCB da JLL a nível global.

O Compromisso NZCB do WorldGBC é único ao posicionar a eficiência energética como um componente central para alcançar a descarbonização nos portefólios globais, além apontar a criação e fornecimento de energia renovável para reduzir o consumo energético.

O Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero da JLL em números:

  • 460 edificios
  • 474.967 m 2  de área útil
  • 27.761 toneladas de transporte de carbono CO2e no portfólio
  • 93.000 colaboradores 

 A empresa também defende uma abordagem de zero líquidas junto de todos os seus clientes e fornecedores.

A JLL fez o anúncio conjuntamente com o  World Green Building Council  ( WorldGBC ) no primeiro dia da Semana do Clima de Nova York, elendo o seu foco contínuo em lutar contra as mudanças climáticas. Em setembro de 2019, a JLL tornou-se a primeira consultora imobiliária no Reino Unido a assinar o Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero ( Net Zero Carbon Buildings Commitment  - NZCB) do WorldGBC, o que estabelecer estabelecer um modelo para o Compromisso NZCB da JLL a nível global.

O Compromisso NZCB do WorldGBC é único ao posicionar a eficiência energética como um componente central para alcançar a descarbonização nos portefólios globais, além apontar a criação e fornecimento de energia renovável para reduzir o consumo energético.

O Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero da JLL em números:

  • 460 edificios
  • 474.967 m 2  de área útil
  • 27.761 toneladas de transporte de carbono CO2e no portfólio
  • 93.000 colaboradores 

O Compromisso dos Edifícios Carbono Líquido Zero da JLL será concretizado através de cinco ações:

- Compromisso em apenas ocupar ativos que alcancem carbono líquido zero em termos operacionais até 2030.

- Medir, avaliar e divulgar o desempenho energético e carbónico do portefólio através do Relatório Global de Sustentabilidade da JLL (anual).

- Aumentar as medidas de eficiência energética nos edifícios novos e nos usados; trocar a frota automóvel para veículos elétricos, de baixas emissões e de combustíveis alternativos; usar energia renovável nos escritórios; adquirir certificados de energia renovável quando não exista fornecimento directo.

- Verificar anualmente as emissões de âmbito 1 e 2 e os consumos energéticos relacionados através de um controlo a nível local e de portefólio, de acordo com os padrões internacionais reconhecidos.

- Compromisso em educar e influenciar clientes e fornecedores para generalizar o carbono líquido zero, influenciar os decisores políticos e as decisões, e motivar à ação através do envolvimento da indústria.

Na opinião de Pedro Lancastre, Diretor Geral da JLL Portugal, “em Portugal sempre tivemos muita atenção ao tema da sustentabilidade e temos agora uma oportunidade única de fazer acontecer, com a renovação da nossa sede em Lisboa. Ter um escritório muito mais amigo do ambiente foi uma exigência central, com a implementação rigorosa destas metas de redução de carbono e um foco transversal na sustentabilidade. Isso está presente desde a reciclagem de materiais e equipamentos a uma ocupação mais eficiente do espaço, passando pela possibilidade de os nossos colaboradores reduzirem a sua pegada ecológica em termos de mobilidade, por exemplo. E claro, nas poupanças de consumo de energia, água e papel que estamos a conseguir”.

“Ao comprometer-se a alcançar zero emissões líquidas de carbono na rede global de escritórios até 2030, a JLL está, uma vez mais, a demonstrar a sua determinação em ter um papel ativo na mitigação das alterações climáticas”, salienta Christian Ulbrich, CEO da JLL. “Através das nossas metas ambiciosas na área de sustentabilidade e da consultoria e serviços que prestamos aos nossos clientes, trabalharemos para cumprir o nosso objetivo corporativo de preparar o futuro do imobiliário para um amanhã melhor”.

“Sendo o imobiliário responsável por 40% das emissões de carbono no mundo, a JLL está empenhada em reduzir as suas próprias emissões e também em fazer parcerias com os clientes para que possam fazer o mesmo”, diz Richard Batten, Global Chief Sustainability Officer da JLL. E acrescenta: “Encorajamos todo o sector imobiliário a juntar-se a este Compromisso do WorldGBC para criar um ambiente construído descarbonizado. É urgente que todos trabalhemos juntos para alcançar este importante objetivo”.

“Um futuro sustentável é o nosso único futuro. Temos que continuar a impulsionar este movimento, a ambição e a liderança rumo à descarbonização do edificado, não só para combater a crise climática, mas também para conseguir uma recuperação “verde” desta situação da Covid-19 que beneficie as pessoas, o planeta e as economias”, finaliza Cristina Gamboa, CEO do World Green Building Council.  

PUB
TURISMO
Turismo mundial regista baixa de 70% entre Janeiro e Agosto - OMT
27 de outubro de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Rendas descem 11,1% em Lisboa no 3º trimestre mas em Setembro voltam a subir
16 de outubro de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
No norte de Espanha mais de metade dos jovens possui casa própria
19 de outubro de 2020
PUB