CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021
Actualidade
Património rural entra na 'corrida' do mercado imobiliário 201905.jpg Património rural entra na 'corrida' do mercado imobiliário

Património rural entra na 'corrida' do mercado imobiliário

27 de junho de 2019

Pertence à família Cerveira do Amaral, situa-se em pleno Centro Histórico da cidade de Santa Comba Dão, no Largo do Rossio, este solar beirão que remonta ao século XIX encontra-se para venda por 750 mil euros.

Numa altura em que Portugal está entre os destinos mais atractivos para investimento imobiliário, o mercado vai descentralizando e o património histórico do interior entra na corrida. A História, a cultura, as tradições são elementos cada vez mais valorizados e os investidores procuram 'pérolas' um pouco por todo o país.

Tal como este solar em pleno coração da cidade beirã, integrando um grupo de construções no género, pertencente outrora a famílias importantes da Região.

Este solar que se encontra na família Cerveira do Amaral há mais de quatro gerações, é um imóvel que representa a arquitectura local: paredes exteriores em granito com cerca de 0,50 m de espessura, janelas de guilhotina, cobertura em telha cerâmica. Uma obra que caracteriza a riqueza das costruções senhoriais da Beira Alta.

O Solar Cerveira do Amaral tem mais de 600 metros quadrados de área coberta na sua casa principal, dispondo de vários anexos no terreno de mais de 1000 metros quadrados que se estendem pelas traseiras, actualmente com uma zona de pomar e com um poço, devidamente murado e com um acesso pelas traseiras, a partir de uma artéria importante da cidade.

Mesmo necessitando de obras de beneficiação, a família proprietária considera que é um excelente imóvel para investir, visto que “pela excelência da localização, as características do imóvel e também a carência de alojamentos locais na cidade, julga-se adequada a utilização para este fim”. 

Santa Comba Dão pertence ao distrito de Viseu, região do Centro e sub-região Viseu Dão-Lafões. Enquadrada entre os rios Dão e Mondego, encontra-se entre as cidades de Viseu e Coimbra, sensivelmente equidistante de ambas. O seu acesso de Lisboa faz-se pela A1/ IP3 em cerca de 2,5 horas. O acesso a partir do Porto terá uma duração aproximada de duas horas.

Mercado anima no interior

De recordar que a procura por activos no interior está a aumentar e mesmo os investidores estrangeiros estão a olhar para todo o país e não apenas em Lisboa, Porto ou Algarve.  Segundo o INE – Instituto Nacional de Estatística, no primeiro trimestre deste ano, a Região Autónoma dos Açores, o Centro e o Alentejo foram as regiões nacionais que apresentaram ritmos de crescimento homólogos, tanto do número, como do valor das transacções de imóveis, acima da média nacional. Neste período, a Região Autónoma dos Açores, o Centro e o Alentejo registaram aumentos de 22,6%, 18,1% e 16,7%, respectivamente, no número de vendas e de 45,9%, 23,4% e 31,2% no valor das mesmas, pela mesma ordem.

PUB
TURISMO
Agências de Viagens e Operadores Turísticos com apoio de 100 milhões de euros
24 de fevereiro de 2021
ARRENDAMENTO
Proprietários receiam que incumprimento de rendas vá aumentar este ano
17 de fevereiro de 2021
PUB
PUB
INTERNACIONAL
FIFA world Cup Qatar 2022: construção de 7 estádios já levou à morte de mais de 6.500 trabalhadores migrantes
24 de fevereiro de 2021
PUB