CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 14 de agosto de 2020
Actualidade
Há talento e negócios a nascer em Lisboa para o mundo

Há talento e negócios a nascer em Lisboa para o mundo

20 de fevereiro de 2020

Há talento e negócios a nascer em Lisboa para o mundo. A cidade tornou-se multifacetada: lugar de destino para empresas, investidores e turistas, diz a consultora Worx.

De acordo com um estudo elaborado pela consultora, a palavra “Portugal”, quando pronunciada além-fronteiras, começa a ser relacionada a negócios e empreendedorismo. Lisboa reúne todas as condições para atrair empresas assim como novas ideias de negócio: acesso estratégico aos mercados internacionais, força de trabalho acessível e qualificada, excelente qualidade de vida, infraestruturas modernas, entre outras.

"Em 2018 mais de 45000 empresas foram criadas em Portugal, assegurando um elevado número de empresas a nascerem em território nacional. O crescimento de filiais estrangeiras também tem acompanhado a mesma tendência ao longo dos anos, em 2018 encontravam-se em Portugal 6825 filiais estrangeiras a operar em Portugal (dados do INE). Estes dados mostram que os inúmeros destaques internacionais concedidos a Lisboa não são uma questão de moda, mas resultado de uma estratégia", refere.

Indica ainda que, como objectivo está a internacionalização e a afirmação global como cidade empreendedora a nível mundial. Um elevado número de empresas tecnológicas, de inovação e outros setores têm encontrado casa em Lisboa, como é o caso da Google, Farfetch, Microsoft, Fujitsu, Uber, Zomato, Pipedrive, entre tantas outras.

"Em 2019, Lisboa registou a maior subida na renda prime a nível europeu. Com poucos espaços de escritórios livres por ocupar e procura intensa, as rendas prime sofreram uma evolução positiva e gradual na zona central da cidade, onde os preços praticados são mais elevados. Esta zona fechou o ano nos 25euros/m²/mês, verificando-se um aumento de 19% comparativamente à renda prime de 2018", adianta a consultora.

Em relação às rendas prime praticadas em 2019, com base num estudo do BNP Paribas em parceria com a Worx, as cidades que mais se destacaram foram Lisboa com uma variação de cerca de 19%, Berlim com cerca de 11% e Barcelona com cerca de 10%. Este aumento das rendas prime de forma generalizada na Europa é sinal de uma procura bastante activa.

Relativamente a Lisboa, prevê-se que se mantenha a continuidade desta procura activa a um ritmo constante, abrandando à medida que novos edifícios forem entrando no mercado. O pipeline de edifícios em construção, e/ou em início, projectam para 2020/22 cerca de 198.000 m² (ainda em construção), aos quais se somam mais 120.000 m2 , que ainda não iniciaram obras mas que se prevêem que estejam concluídas no período projectado. No total serão cerca de 320.000 m2 de novos espaços.

PUB
TURISMO
Turismo interno limita quebra de hóspedes a 82% e de dormidas a 85,2% em Junho
14 de agosto de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Câmara de Lisboa abre 2º concurso de Renda Acessível com 30 novas casas
13 de agosto de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
França estima impacto no turismo em cerca de 40.000 milhões de euros
10 de agosto de 2020
PUB