CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 27 de outubro de 2021
Actualidade
Economia portuguesa deverá crescer acima da média da Zona Euro em 2022

Economia portuguesa deverá crescer acima da média da Zona Euro em 2022

30 de junho de 2021

O PIB português deverá crescer 5,4% em 2022, acima da média da Zona Euro, que, de acordo com as estimativas da Euler Hermes, especialista em seguro de crédito e acionista da COSEC – Companhia de Seguro de Créditos, será de +4,2%.

Já as projecções de evolução da economia portuguesa até ao final deste ano apontam para um crescimento de 4%, um desempenho em linha com o da média das economias europeias.

Estas previsões de crescimento da economia nacional, explicam os economistas, são influenciadas pelos fundos de 13,9 mil milhões de euros em subvenções a fundo perdido previstas no Plano de Recuperação e Resiliência de Portugal, no âmbito do 'Next Generation EU', o plano de recuperação da União Europeia, bem como pelos 2,7 mil milhões de euros em empréstimos para os próximos cinco anos.

Na Zona Euro, e de acordo com análise da Euler Hermes, destaque para o crescimento do PIB espanhol para +5,3% em 2022 e o italiano +4,6%. Com previsões menos favoráveis, o crescimento das economias francesa e alemã não deverá ultrapassar os +3,8%.

Recuperação da economia global a diferentes velocidades

De acordo com o estudo "Grand reopening: new opportunities, old risks", recentemente publicado pela Euler Hermes, acionista da COSEC, o PIB global deverá crescer 5,5% já este ano e 4,1% em 2022. Os Estados Unidos – com projeções de crescimento de 6,3% para 2021 e de 4,0% em 2022 – e a China – previsão de +8,2% para este ano e de 5,4% para próximo ano – são os principais impulsionadores desta tendência de recuperação.

Já a África do Sul – com um crescimento de apenas 2,2% do PIB em 2021 e de 1,9% em 2022 – e o Japão – com 2,5% este ano e 1,9% no próximo ano – são as regiões com cenários de recuperação mais lenta.

Ainda este ano, o comércio global deverá crescer 7,7% em volume, depois de uma diminuição de 8% em 2020, impulsionado pelas expectativas positivas no que diz respeito às exportações robustas da zona Ásia-Pacifico e das fortes importações dos Estados Unidos, Europa e China.

O estudo destaca ainda a importância de uma transição efetiva para uma economia mais sustentável e o seu impacto na recuperação económica. A adoção de um modelo de crescimento mais sustentável exigirá a redefinição das políticas industriais existentes, para garantir novos recursos fiscais, subsídios de transição, proteção dos produtores nacionais e investimento em infraestruturas. De acordo com os economistas, até 2050, o investimento anual do e no setor energético terá de aumentar para cerca de 1% do PIB global.

PUB
PUB
TURISMO
Alojamento e Restauração com maior proporção de novas contratações no 2º trimestre
27 de outubro de 2021
ARRENDAMENTO
Procura de famílias estrangeiras que fixam residência em Portugal impulsionam mercado de arrendamento
27 de outubro de 2021
PUB
PUB
INTERNACIONAL
Novo Fundo de Investimento da Sonae Sierra adquire cinco supermercados na Alemanha
26 de outubro de 2021
PUB