CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021
Habitação by century 21
Procura de casa no segundo confinamento supera o primeiro

Procura de casa no segundo confinamento supera o primeiro

17 de fevereiro de 2021

Ao contrário do que aconteceu em Março de 2020, durante o qual se reduziu bastante o tráfego no site do Imovirtual, em Janeiro de 2021 o número de visualizações de páginas de anúncios subiu +58%.

O portal realizou um estudo, baseado em dados disponíveis na plataforma, no qual analisa a evolução da procura por imóveis em Portugal. Os dados referem-se ao comparativo dos dois períodos de confinamento aos quais o país esteve sujeito até ao momento (Março de 2020 vs Janeiro de 2021).

Segundo os resultados apurados,  apesar do aumento em todo o país, os distritos que mais destacaram em termos de variação positiva entre estes dois períodos foram Leiria (+94%), Braga (+51,9%) e Coimbra (+47,1%).

As zonas de metropolitana de Lisboa e Porto também mostraram uma evolução significativa desde o ano passado. Nos meses de março e abril de 2020 assistiu-se a uma diminuição da procura por imóveis nas duas principais cidades do país (-35,4% e -28,8%, respetivamente). Já no mês de janeiro de 2021 verificou-se um aumento não só em comparação com Dezembro 2020 (+18,1% em Lisboa e +21,5% no Porto) como também face a Março de 2020 (+16,2% em Lisboa e +19,8% no Porto).

No que concerne à proveniência desta procura, os países que mais registaram um crescimento de março do ano passado para janeiro deste ano foram Luxemburgo (+58%), Países Baixos (+55,4%) e Alemanha (+54,7%).

O perfil etário que mais se evidenciou foi o dos 25-34 anos (20,4% em Março’20 e 26,6% em Janeiro’21) e o dos 35-44 (22% e 26,1%).

As mulheres (61,1% em Março’20 e 57,5% em Janeiro’21) foram claramente as que mais utilizaram esta ferramenta em ambos os períodos. 

Ricardo Feferbaum, director-geral do Imovirtual, refere que se tem "falado muito sobre a mudança de padrões de comportamento dos portugueses do primeiro para o segundo confinamento e quisemos perceber se estas se verificavam também no que à procura de casa diz respeito. E as diferenças são evidentes. O conhecimento dos consumidores sobre o problema global que estamos a atravessar é maior, o que acaba por gerar uma menor incerteza e faz disparar a procura pelo negócio e/ou casa ideal”.

PUB
ARRENDAMENTO
Proprietários receiam que incumprimento de rendas vá aumentar este ano
17 de fevereiro de 2021
PUB
PUB
PUB