CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 23 de outubro de 2019
Arquitectura

Trienal de Lisboa premeia projecto do IST para Marvila e dupla de arquitectos espanhóis

10 de outubro de 2019

5.ª edição da Trienal de Arquitetura de Lisboa começou no passado dia 3, com a inauguração da mostra "Economia de Meios", no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) e anuncia já mais novidades e iniciativas.

Neste arranque da Trienal, que se prolonga até até ao próximo dia 2 de Dezembro, destaque para o anúncio hoje da atribuição do Prémio Début à dupla espanhola Laura Bonell e Daniel López-Dòriga, e do Prémio Universidades a uma equipa do Instituto Superior Técnico, que concebeu um centro comunitário para Marvila.

Mas até ao fim do grande evento de arquitectura de Lisboa que se estende até ao dia 2 de Dezembro a programação é vasta, com cinco exposições, conferências, cinema e debates, dedicados à "Poética da Razão".

A entrega do Prémio Debut, de início de carreira, a Laura Bonell e Daniel López-Dòriga, é justificada pela forma "como articulam passado e presente, através da preservação de carácter e na exploração de novas formas de viver", escreve a trienal, em comunicado.

O atelierde Barcelona ganhou reconhecimento com o trabalho "A Series of Rooms", uma investigação contínua sobre imaginários habitacionais, "espaços domésticos e arquétipos do habitar", retratados nas artes, nos meios de comunicação e nos estudos sociais, apresentado na cerimónia de abertura da Trienal (e que pode ser seguido no Instagram).

O prémio, no valor de 5.000 euros, foi entregue pela Fundação Millennium bcp.

Quanto ao Prémio Concurso Universidades, foi atribuído ao projecto "An Inverted Spectator", do Instituto Superior Técnico, desenvolvido por Bárbara Fonseca, Carolina Claro, Francisco Gomes e João Neves.

O projecto traduz-se na concepção de um centro comunitário para Marvila, na zona oriental de Lisboa.

No Prémio Universidades, foram ainda entregues duas menções honrosas aos projectos "Hortus Conclusos" e "Sequences", ambos do Departamento de Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa, da autoria de Mats Einevoll Heggernaes e Julia Kolacz, respectivamente.

Este concurso está integrado no programa europeu Regeneração e Optimização para Cidades.

Os projectos premiados podem ser vistos na exposição "Beleza Natural", no Palácio Sinel de Cordes, uma das cinco mostras da trienal, que integra outros projectos selecionados.

 

Arquitecta norte-americana Denise Scott Brow: Prémio de carreira

Anunciado previamente, o Prémio Carreira da Trienal, atribuído à arquitecta norte-americana Denise Scott Brown, urbanista, professora e ensaísta de 88 anos, foi recebido em Lisboa por seu filho, o arquitecto Jim Venturi, fundador do ReThink Studio e do projecto ReThinkNYC, na cerimónia de abertura oficial da trienal, que decorreu no sábado, no Centro Cultural de Belém (CCB).

Desenhado pela artista portuguesa Leonor Antunes, que este ano representa Portugal na Bienal de Arte de Veneza, o prémio, segundo Venturi, citado pela trienal, é uma personificação de Denise Scott Brown: “As ligações e as relações são isto mesmo, um triângulo de possibilidades; esta peça é ela”, afirmou.

“Denise é uma das fontes mais inspiradoras e significativas para formar discursos e práticas arquitectónicas críticas", lê-se no 'site' da Trienal de Lisboa. "Scott Brown ensinou-nos a liberdade", acresenta.

"Espaço Interior", no Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, "O que é o Ornamento", na Culturgest, "Beleza Natural", no Palácio Sinel de Cordes, e "Agricultura e Arquitectura: Do lado do campo", na Garagem Sul do CCB, são as restantes mostras integradas na programação da trienal.

Lusa/DI

PUB
ARRENDAMENTO
20 milhões de euros para construir 500 casas de renda acessível em Gaia
22 de outubro de 2019
PUB
PUB
PUB