CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 12 de agosto de 2020
Actualidade
Imagem das tintas Climatecooler produzidas pela dinamarquesa Tikkurila Telhado pintado com tinta Climatecooler Thermocin  15 L_2014_05_05 Imagem das tintas Climatecooler produzidas pela dinamarquesa Tikkurila

Tintas térmicas que ajudam a manter a casa fresca

18 de julho de 2016

Agora que o calor aperta e os raios solares se mostram implacáveis é que pensamos como gostaríamos de ter uma casa mais fresca… Na generalidade dos casos, corre-se a optar por soluções de recurso, dispendiosas e absurdas em termos de eficiência energética. As ventoinhas, os ventiladores, os ares condicionados que refrescam uma divisão mas deixam tórrido o resto da casa…

Claro que para uma casa ser fresca isso depende dos métodos de construção e dos materiais utilizados, de janelas e portas de qualidade que a protejam do calor e também do frio. O investimento inicial poderá ser mais elevado, mas a poupança gerada em termos de eficiência energética compensa largamente a prazo.

Mas há muito gente que desconhece que existem também “tintas térmicas” que ajudam a preservar os edifícios da torreira do sol…

A agência espacial norte-americana, NASA, foi a primeira responsável por desenvolver tecnologias que procuravam solucionar o excesso de calor em estruturas. Assim nasceram as tintas reflexivas que podem chegar a reflectir 99% dos raios solares. Dependendo do fabricante a composição da tinta pode diferir, mas possui microesferas de cerâmica ou vidro ocas que diminuem a temperatura interna da casa, e com ajuda de uma ventilação mínima são capazes de reduzir em 35% o consumo de energia eléctrica.

A sua aplicação é recomendada em áreas externas expostas à radiação solar com a finalidade de reduzir a temperatura do ambiente, mas também há gamas para aplicação no interior.

 

Várias marcas no mercado nacional

 

Um das marcas mais conceituadas no mercado é a ClimateCooler produzida pela empresa dinamarquesa Tikkurila, representada no nosso país pela Nanotek, uma gama de tintas de elevado desenvolvimento tecnológico, contendo nanopartículas. Recorrendo à nanotecnologia, “as tintas ClimateCooler refletem 80% dos raios solares, mantendo o edifício ou casa, mais fresca no Verão” – diz o fabricante. Que acrescenta: “No inverno, as nanopartículas cerâmicas, contidas na tinta, constituem uma barreira às perdas de calor do edifício. Estas tintas térmicas topo de gama repelem ainda a água, dificultando a formação de fungos e musgo e permitindo a sua “respiração”.

Mas também a portuguesa CIN produz uma tinta termoreflectora  - a Thermocin - que ajuda a reduzir o consumo energético e “é amiga do ambiente pois reduz as emissões de CO2”.

O efeito da Thermocin foi demonstrado através de um “estudo realizado em parceria com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, que comprovou que a utilização de Thermocin na pintura dos telhados ajuda a diminuir a temperatura do ar interior até 6ºC, mantendo-se o efeito ano após ano”. A Thermocin é também “amiga do ambiente, graças à sua capacidade de redução das emissões de CO2 que, por sua vez, ajudam a reduzir o efeito de estufa e contribuem para a diminuição da pegada ecológica”.

PUB
TURISMO
Joya Del Casco: O botique Guesthouse que está a fazer sucesso em Sevilha e fala português
12 de agosto de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Rendas baixam em 25% dos imóveis que surgem para arrendamento
27 de julho de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
França estima impacto no turismo em cerca de 40.000 milhões de euros
10 de agosto de 2020
PUB