CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 18 de Junho de 2019
Sustentabilidade

Casas, bairros, povoações, cidades… projectadas pela IKEA

11 de Junho de 2019

Os projectos Better Living e The Urban Village Project foram apresentados no recente “Democratic Design Days”, evento anual organizado pela IKEA, onde a multinacional sueca apresenta as suas novidades ao mundo.

A IKEA e o seu laboratório de design SPACE10, juntamente com a empresa Ikano Bostad e o atelier EFFEKT Architects, estudam há mais de dois anos a possibilidade de conceber, projectar e construir casas, empreendimentos, bairros, cidades... amigas do ambiente, recicláveis, que tenham em conta uma melhor vida quotidiana para as populações e que respondam às necessidades de um crescimento imparável das comunidades urbanas.

“Acreditamos firmemente que casas melhores criam vidas melhores. Queremos que muitas pessoas encontrem a sua comunidade e um sentimento de pertença. Vamos explorar a vida futura com os nossos parceiros da Ikano Bostad e SPACE10, com base nos conhecimentos de diferentes áreas que temos hoje. Temos uma oportunidade única ao fazer isso juntos e também com nossos valores IKEA compartilhados ”, diz Evamaria Rönnegård, líder de Desenvolvimento da IKEA da Suécia.

 

População, clima, expansão urbanas: realidades em rápida mutação

As cidades de todo o mundo estão enfrentando uma rápida urbanização, o envelhecimento das populações na Europa é um problema patente, as mudanças climáticas e a falta de recursos naturais são bem visíveis e as gerações mais novas confrontam-se com preços imprevisíveis e muitas vezes assustadores da habitação. E os responsáveis da multinacionacional sueca estão disso conscientes, e sabem também que das necessidades saem, muitas vezes, os grandes negócios do futuro. E o futuro, a IKEA nunca o perdeu de vista.

Os projectos passam não só pela construção de casas adaptadas aos diferentes segmentos da população, mas concentra-se igualmente nos múltiplos benefícios de se viver em comunidades unidas, que dão às pessoas um sentimento de pertença e fornecem instalações e serviços compartilhados, incluindo coisas simples e básicas como creches, agricultura urbana, restaurantes, ginásios, transportes, comércio.

O projecto “Better Living” concentra-se no protótipo de um novo tipo de apartamento destinado a simplificar o compartilhamento do espaço e a evoluir para diferentes tipos de famílias e sua mutação ao longo do tempo.

“Este projecto oferece uma oportunidade fantástica de ampliar o nosso olhar da casa para todo o bairro e sua envolvência. Juntamente com a IKEA, queremos explorar formas de criar uma vida mais inclusiva, diversificada, sustentável e acessível ”, afirma Lotta Sjödin, Líder de Desenvolvimento Estratégico da Ikano Bostad.

 

O “Projeto Aldeias Urbanas”

O Projeto Aldeias Urbanas desenvolvido com a SPACE10, que no fundo é complementar ao projecto “Better Living”, centra-se na forma “como projectamos, construímos, financiamos e compartilhamos os nossos futuros lares, bairros e cidades. A missão é enfrentar alguns dos desafios urgentes que enfrentamos nas novas realidades urbanas, ao mesmo tempo em que criamos casas mais habitáveis, acessíveis e sustentáveis ​​para as pessoas”.

É todo um conceito de vida em mudança, e como cada novo conceito passa antecipadamente por ter que ganhar as mentalidades. Que está para além do espaço físico da casa. Passa por repensar “a maneira como projectamos e financiamos as nossas casas e introduz novos modelos de financiamento, oferecendo a oportunidade adicional de ganhar capital no lugar onde moramos...”; um sistema de construção adaptável conectado a um modelo de negócios circular, que garante um método de construção mais sustentável e com redução de CO2 e uma abordagem circular para o gestão e o ciclo de vida de nossos edifícios...

“Está claro que a menos que repensemos o nosso ambiente construído, as nossas cidades tornar-se-ão cada vez mais insustentáveis, inacessíveis e socialmente desiguais. Para nós, a vida compartilhada pode oferecer soluções potenciais para alguns desses desafios urgentes. O Urban Village Project analisa como podemos criar novas realidades que promovem uma sensação de bem estar e transformar os espaços que habitamos em lugares mais saudáveis ​​e felizes, tudo isso sendo mais acessível e eficiente para aqueles que vivem lá”, diz Jamiee Williams, da SPACE10

 

O protótipo modular da casa está na base do projecto

“O Urban Villages é um sistema de construção modular que permitirá configurar uma ampla gama de diferentes tipologias de habitação para diferentes cenários urbanos. O sistema foi projectado para ser desmontado e reutilizado, minimizando a pegada de carbono dos edifícios e promovendo a sustentabilidade na indústria da construção.” afirma Sinus Lynge, sócio da EFFEKT Architects

A IKEA não está preocupada apenas em redesenhar as nossas casas, mas em reinventar as nossas cidades. Mas construir uma casa é muito diferente de montar um móvel. Para inserir o produto no mercado imobiliário, o The Urban Village Project pretende firmar parcerias com diferentes grupos de investidores que possam financiar a produção e construção das comunidades. Segundo os arquitectos, o sistema funcionaria como uma espécie de consórcio comunitário que poderia estimular a construção de residências mais baratas e que atendam principalmente os interesses dos moradores.

Além da estrutura da casa, os usuários pagariam uma taxa mensal e pacotes de serviços por assinatura. O acesso à casa própria seria feito através de um mercado de acções, onde os moradores poderiam comprar "quotas" destes imóveis. Através desta abordagem a IKEA pretende facilitar o acesso à moradia própria para quem tem algum dinheiro para investir.

O projecto lembra-nos um dado real e, ao mesmo tempo aterrador: “no mundo, todas as semanas, mais de um milhão de pessoas abandona o campo e vai para as cidades, o que significa que em pouco mais de dez anos, 1,6 mil milhões de moradias deveriam ser construídas para abrigar estes novos moradores. As áreas urbanizadas existentes também estão se esgotando, nos impelindo a construir cidades inteiras a partir do zero….”

 

PUB
ARRENDAMENTO
Porto: Câmara vai construir 170 fogos para classe média em Lordelo do Douro
11 de Junho de 2019
PUB
PUB
PUB