CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 14 de agosto de 2020
Internacional
3.ª Iberian REIT Conference tem lugar em Madrid

3.ª Iberian REIT Conference tem lugar em Madrid

20 de janeiro de 2020

Investidores reúnem-se em evento ibérico para analisar arranque das SIGI e futuro das SOCIMI. O investimento responsável é outro dos temas em discussão

A 3ª edição deste evento realiza-se no próximo dia 11 de Fevereiro e conta com a participação dos principais investidores e REITs activos em Portugal e Espanha

Pelo terceiro ano consecutivo, a capital espanhola vai receber os principais players do mercado imobiliário cotado na Ibéria. A Iberian REIT Conference terá lugar no dia 11 de Fevereiro, sendo uma co-organização da European Public Real Estate Association (EPRA) e da plataforma Iberian Property. O encontro permitirá conhecer, por um lado, como arrancou o regime REIT em Portugal (as chamadas SIGIs) e, por outro lado, antecipar o impacto das mudanças fiscais e legais que se prevêm para o regime REIT em Espanha, as chamadas SOCIMIs.

Segundo explicou o CEO da EPRA, Dominique Moerenhout, que estará presente na conferência, "o mercado ibérico é um dos mais dinâmicos da Europa e gera um enorme interesse entre os investidores, pelo que este encontro anual de análise das suas perspectivas e oportunidades é já uma referência para todos os que consideram aqui investir e comprometer-se a longo-prazo com o desenvolvimento do sector".

O mercado ibérico de REITs é actualmente uma indústria a dois ritmos completamente distintos. Em Portugal, as SIGIs entraram em vigor apenas na segunda metade de 2019, encontrando-se constituída a primeira entidade, pela mão da Sonae Sierra e do Bankinter (a ORES Portugal), e estando também já a cotar na Bolsa de Lisboa, através de um processo de dual listing, a socimi Merlin Properties. Já em Espanha, as SOCIMIs são uma realidade consolidada e uma indústria com forte expressão no panorama europeu. Atravessam, agora, contudo, novos desafios, com a intenção já anunciada do Governo de Espanha em introduzir alterações fiscais e de regulação a este regime. O sector mostra-se agora preocupado em perder atractividade num contexto europeu de elevada competitividade.

 

PUB
TURISMO
Turismo interno limita quebra de hóspedes a 82% e de dormidas a 85,2% em Junho
14 de agosto de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Câmara de Lisboa abre 2º concurso de Renda Acessível com 30 novas casas
13 de agosto de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
França estima impacto no turismo em cerca de 40.000 milhões de euros
10 de agosto de 2020
PUB