CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 28 de setembro de 2020
Habitação by century 21
Terraços de São Francisco: O novo projecto de luxo de Alcochete CEO - JPS GROUP11.jpg Terraços de São Francisco: O novo projecto de luxo de Alcochete

Terraços de São Francisco: O novo projecto de luxo de Alcochete

22 de junho de 2020

Um condomínio de luxo de 170 fracções vai nascer em Alcochete, com vista para o Tejo e ponte Vasco da Gama. Distribuído por moradias e apartamentos o novo projecto é promovido pelo JPS Group.

Com cerca 40.000 m2 de construção, o empreendimento situado junto ao Parque de São Francisco, a escassos minutos de grandes espaços comerciais, e com todo o tipo de serviços, tais como escolas, creches, restauração, farmácia, comércio e hospitais. É uma zona com muita facilidade de acessos, junto à ponte Vasco da Gama, perto do rio, praias e marina.

O Terraços de São Francisco é composto por moradias em banda, moradias isoladas e apartamentos de T1 a T4, de arquitectura contemporânea. Os acabamentos são de luxo e do condomínio faz parte uma área de ginásio e SPA para usufruto dos moradores.

Nesta primeira fase de comercialização, estão disponíveis 86 moradias em banda ,de tipologia V3+1 e V4, com uma área bruta de construção desde 280 m2 e preços especiais de lançamento a partir de 320.000 euros. Com amplos espaços, que podem ser adaptados conforme a necessidade, estas moradias possuem uma área ideal para a criação de um home office, agradável e espaçoso, tão essencial actualmente. Todas as moradias têm garagem fechada, piscina privativa e jardins, tanto no piso zero como no rooftop, sendo que este último espaço beneficia de vista para a Ponte Vasco da Gama e para o Estuário do Tejo.

João Sousa, CEO do JPS Group, explica que o paradigma da procura de casa mudou com a pandemia que atravessamos. "Depois do confinamento obrigatório que se sentiu muito mais na capital do que em qual outra parte do país, as pessoas começaram a valorizar coisas que até à data não valorizavam, como espaços exteriores e zonas de baixa densidade populacional e com áreas verdes envolventes.

Alcochete é uma das regiões circundantes de Lisboa que mais tem crescido nestes últimos anos, e eu já tinha esta região na minha mira, enquanto promotor, já há algum tempo. Tinha analisado vários projectos na região, e interessei-me em especial por um que andava a estudar há algum tempo e para o qual avancei sem hesitar depois desta mudança que atravessamos e para conseguirmos, como sempre, corresponder a essa necessidade das famílias portuguesas", refere.

O responsável acrescenta que além dos muitos estrangeiros, sobretudo franceses e suecos, que se começaram a instalar na região, há já um grande número de famílias portuguesas que trabalham no centro de Lisboa e que escolheram Alcochete porque optaram um estilo de vida mais descontraído e por uma maior qualidade de vida. "Este projecto em Alcochete vem responder a todas as necessidades das famílias portuguesas, quer em qualidade, quer mais uma vez em preços imbatíveis. Foi pensado para um publico que procura aliar o trabalho a qualidade de vida. Essa exclusividade e qualidade esta dentro do projecto, ou seja, na habitação assim como na zona", admite.

O CEO revela ainda que a partir de 320 mil euros é possível adquirir uma moradia, com áreas brutas desde os 280 m2 e acabamentos de luxo. Já para não falar das outras características já referidas, como os amplos espaços exteriores, o home office, e as vistas desafogadas.

Com o Terraços de São Francisco, a JPS Group supera as 1500 unidades e ultrapassa os mais de 300.000 m2 em projectos.

Portugal tem tudo para voltar a ser um país com uma enorme dinâmica no sector

Quanto ao futuro do mercado imobiliário português, João Sousa, acredita, "com base na minha experiência, com a procura que temos registado e pela forma como os nossos próprios clientes estão a reagir, que o sector imobiliário tenha uma recuperação mais positiva do que o esperado pela maior parte das pessoas.

Acredito mesmo, que a velocidade de recuperação neste sector não se compare com qualquer situação de crises passadas pois não estávamos preparados como estamos hoje, actualmente o sector apresenta uma realidade muito diferente. E Portugal continua a ser um dos países que mais aliciam os investidores, como até já foi comprovado por alguns estudos internacionais realizados durante esta fase de pandemia".

O responsável admite ainda que as pessoas, mais do que nunca, aperceberam-se da importância de ter uma casa com determinadas características e isso também está a impulsionar as vendas nesta altura.

"Portugal tem tudo para voltar a ser um país com uma enorme dinâmica no sector e julgo que em breve vamos conseguir ultrapassar o ponto em que estávamos antes do Covid", conclui.

PUB
ARRENDAMENTO
Subida das rendas trava no segundo trimestre deste ano
24 de setembro de 2020
PUB
PUB
PUB