CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sábado, 15 de agosto de 2020
Reabilitação
Salvar a Fábrica Confiança recorre para Tribunal Central Norte

Salvar a Fábrica Confiança recorre para Tribunal Central Norte

28 de março de 2019

A Plataforma Salvar a Fábrica Confiança recorre para Tribunal Central Administrativo Norte, para travar a venda a privados por parte da Câmara Municipal de Braga.

A Plataforma tomou conhecimento ontem da decisão em 1ª instância de improcedência relativa à providência cautelar. Em comunicado, indica que entre as várias iniciativas realizadas nos últimos meses pela Plataforma Salvar a Fábrica Confiança, foram intentadas duas acções no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga: uma acção popular e uma providência cautelar (anexa àquela). O Tribunal Administrativo de Braga entendeu, sem se ter realizado a audiência de julgamento e sem a audição das testemunhas e das partes, que "os Requerentes não lograram demonstrar que a não suspensão dos actos constitui uma situação de facto consumado ou prejuízos de difícil reparação para os interesses que visa acautelar, que se não compadeçam com a demora normal da acção principal".

De acordo com a plataforma, o Tribunal não chegou, assim, a pronunciar-se quanto à questão de fundo, designadamente quanto às diversas ilegalidades apontadas pelos cidadãos no processo de venda da Fábrica Confiança. A Plataforma irá apresentar recurso desta decisão para o Tribunal Central Administrativo Norte.

Refere ainda que está a decorrer na Direcção-Geral do Património Cultural o processo de classificação da antiga Fábrica Confiança. O anúncio foi publicado em Diário da República a 12 de Dezembrohttps://dre.pt/application/conteudo/117365099. "Falta também conhecer o relatório relativo à visita dos deputados da Comissão Parlamentar de Cultura à Fábrica Confiança, que decorreu em Dezembro passado. O investimento na aquisição deste edifício industrial encontra-se integralmente pago, não constituindo qualquer encargo para o município, para lá da mera manutenção do imóvel (que, no caso, nem tem ocorrido). A alienação a privados constitui um ato irreversível, representará uma perda inestimável para a Freguesia, para a cidade e para o país", informa.

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Cidadaos-de-Braga-contra-venda-da-Fabrica-Confianca-a-privados

http://www.diarioimobiliario.pt/Arquitectura/Presidente-da-Ordem-dos-Arquitectos-defende-Fabrica-Confianca

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/18-associacoes-pedem-suspensao-de-venda-da-Fabrica-Confianca

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Conselho-Nacional-da-Cultura-defende-Fabrica-Confianca

PUB
TURISMO
Turismo interno limita quebra de hóspedes a 82% e de dormidas a 85,2% em Junho
14 de agosto de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Câmara de Lisboa abre 2º concurso de Renda Acessível com 30 novas casas
13 de agosto de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
França estima impacto no turismo em cerca de 40.000 milhões de euros
10 de agosto de 2020
PUB