18 associações pedem suspensão de venda da Fábrica Confiança

09 de Novembro de 2018

Dezoito associações e organizações da sociedade civil de Braga lançaram um apelo ao presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio para que suspenda o processo de alienação do edifício da Fábrica Confiança.

O imóvel da Perfumaria e Saboaria Confiança foi adquirido pelo município em 2011/2012 através de um processo de expropriação por utilidade pública com o propósito expresso de ser reabilitado para fins culturais e no âmbito de um consenso alargado entre partidos e sociedade civil. A autarquia chegou a promover um Concurso de Ideias, aberto à população, que recebeu 77 propostas. Em comunicado, a plataforma que defende a Fábrica refere que além da questão patrimonial, a Fábrica Confiança situa-se numa freguesia (S. Victor) com 31 mil habitantes e onde não existe qualquer equipamento cultural municipal.

"Recentemente, em menos de um mês a autarquia de Braga decidiu colocar à venda e votar em reunião do executivo e da assembleia municipal a alienação da Fábrica Confiança, não abrindo qualquer possibilidade de auscultar a população. As associações, colectivos cívicos  e entidades pedem que a autarquia suspenda por seis meses o processo de alienação da Fábrica Confiança para que os cidadãos possam apresentar, junto da Câmara Municipal de Braga, propostas que viabilizem a transformação da Fábrica Confiança num edifício aberto à cultura e à cidadania", lê-se no comunicado.

Adianta ainda que o investimento neste edifício encontra-se integralmente pago, não constituindo qualquer encargo para o município. "Subscrevem o apelo Academia de Teatro Tin.Bra, Arte Total, ASPA – Associação para a Defesa, Estudo e Divulgação do Património Natural e Cultural, Associação Bairro D’Alegria – O Bairro Somos Nós, Braga+, CEA – Cooperativa Ensino Artístico, CRL, Cidade Curiosa – Associação Cultural, Cineclube Aurélio da Paz dos Reis, Civitas – Associação para a Defesa e Promoção dos Direitos Humanos, Encontros da Imagem, Fotograma, JovemCoop – Associação Jovem Cooperante Natureza,  Krizo – Educação, Arte e Cidadania, Nova Comédia Bracarense, O Cão Danado e Companhia, PIF’H – Produções Ilimitadas Fora d’Horas, Projétil, Velha-a-Branca – Estaleiro Cultural".

A Saboaria e Perfumaria Confiança foi fundada na cidade de Braga, em 1894, tendo funcionado até 2005. É o último edifício que testemunha o processo de industrialização da cidade de Braga dos finais do século XIX e inícios do século XX. A Confiança chegou a ter uma sala de teatro equipada com máquina de projecção de cinema, um núcleo de futebol, um consultório médico, uma oficina tipográfica (onde se produziam rótulos e embalagens para os seus produtos), uma creche, entre outros equipamentos.