CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 23 de Agosto de 2019
Habitação by century 21

Lux Residence garante 6% de yield

6 de Novembro de 2017

O empreendimento Lux Residence, com 27 apartamentos, localizado em pleno coração de Lisboa, oferece aos moradores uma piscina, um SPA e um restaurante ou bar. 

"O 137 LuxResidence, foi projectado para proporcionar a experiência de exclusividade, comodidade e mobilidade, no centro de Lisboa. Esta proposta responde às exigências do habitar contemporâneo, destacando-se pelo design e pelos critérios de qualidade e exigência com que foi concebido e construído", garante João Sousa, CEO do JPS Group, promotor do projecto residencial.

O responsável adianta ainda que numa altura em que o turismo é a forte aposta e existe uma vasta gama de oferta no que toca a unidades hoteleiras e apartamentos para arrendamento de curta duração, é necessário inovar e criar um conceito exclusivo, que se diferencie do já existente. "Penso que o Lux Residence marca essa diferença e os investidores perceberam isso mesmo. Este foi certamente um dos principais motivos que levaram ao grande sucesso do Lux Residence. As unidades foram todas vendidas ainda em planta", assegura.

João Sousa, admite que Lisboa continua a ser a cidade mais "apetecível" e tal é perceptível pelo valor do m2, que continua a subir, uma vez que a procura continua a ser superior à oferta.

"A escolha da reabilitação tem a ver não só com a escassez de terrenos para construção no centro da cidade, como com a existência de prédios degradados mas com estruturas sólidas o que os torna aptos para serem reabilitados, não havendo a necessidade de os demolir. Actualmente toda a cidade tem sido alvo de forte reabilitação. Este crescimento imobiliário, trouxe à cidade uma nova luz. A reabilitação dos edifícios revelou fachadas fantásticas que estavam escondidas por trás da degradação natural do tempo e da falta de conservação dos mesmos", refere o CEO.

O responsável salienta que o sucesso do Lux Residence 137, deveu-se à filosofia da empresa, ao trabalho da arquitectura, do marketing, "da forte aposta que fizemos na divulgação, da forma como nos demos a conhecer, e de toda a atenção que demos a cada cliente, mostrando ao mínimo detalhe todo o projecto. O facto de oferecermos uma yield acima da média, e dos preços por m2 serem muito competitivos, fizeram como já referi, que o sucesso fosse grande, mas sem confiança na empresa promotora nada disso teria sido possível. As nossas políticas de transparência e  proximidade com o cliente fizeram toda a diferença no sucesso do 137 Lux Residence", garante.

Preços competitivos

Com valores em média de 3500 euros/m2, os preços de venda deste empreendimento foram, na opinião de João Sousa muito competitivos e acrescenta que os clientes do Lux Residence são sobretudo investidores. "Chegámos a ter alguns deles que adquiriram mais do que uma fracção. O rendimento garantido de 6%, associado a cada apartamento, motivou muito tal decisão, assim como a imparidade deste produto, bem como todos os serviços que oferece. Acreditamos que em cinco anos, estas fracções valorizem em cerca de 38,5%", admite. 

João Sousa acredita que o mercado imobiliário nacional, e sobretudo em Lisboa, continue a crescer. Quando todos pensam que os valores por m2 atingiram o máximo, os mesmos voltam a subir, mês após mês. "A procura continua elevada e superior à oferta do mercado. Grande parte das aquisições imobiliárias em Lisboa são realizadas sem recurso a instituições financeiras, seja por parte de investidores estrangeiros como nacionais. Tal proporciona estabilidade ao mercado e diminui o risco de bolha imobiliária", reforça. 

O Lux Residence foi o primeiro projecto do JPS Group, contudo neste momento tem já em construção outro grande projecto na designada Serra de Carnaxide, o SkyCity.

Notícias relacionadas:

http://www.diarioimobiliario.pt/Habitacao/SkyCity-O-projecto-que-vai-conquistar-Lisboa

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/One-stop-advisor-O-novo-conceito-do-mercado-imobiliario

PUB
ARRENDAMENTO
Matosinhoshabit ajuda 600 famílias num ano
22 de Agosto de 2019
PUB
PUB
PUB