Portugueses alcançam 11 mil € ano com residências secundárias

08 de Outubro de 2018

De acordo com o estudo da consultora imobiliária Savills em conjunto com a HomeAway™, as residências secundárias rendem aos proprietários portugueses 11 mil euros por ano.

Com base na amostra do estudo, o preço médio de uma propriedade adquirida no ano passado alcançava os 177.000 euros em Portugal e cerca de 34% das propriedades adquiridas eram apartamentos. 

Os comportamentos de compra de uma residência secundária diferem segundo a origem dos proprietários. As residências secudárias portugueses situam nas seguintes zonas privilegiadas: Algarve (17%), a região da grande Lisboa (15%) e a região Norte (13%). 

Os proprietários de uma residência secundária em Portugal são maioritariamente portugueses (81%) e alugam, em média, as suas residências secundárias 17 semanas ao ano. Neste sentido, no conjunto dos países que compõe o estudo, Portugal ocupa o 3º lugar no ranking dos que mais alugam as suas residências secundárias. 

O estudo revela também que de acordo com o país onde se encontra a residência secundária, os rendimentos anuais variam; em Portugal, podem chegar até aos 11.000 euros, mas, em suma, na Europa do Sul os rendimentos são ligeiramente mais baixos, quando comparados com França, Reino Unido e Estados Unidos. 

Um terço dos proprietários portugueses consegue compensar os gastos ocasionados pelas suas residências secundárias, graças a rendimentos obtidos pelas rendas e outro terço realizando até mesmo benefícios. 

O relatório refere também que mais de dois terços dos proprietários fizeram da sua casa secundária um alojamento local.