CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 7 de abril de 2020
Turismo

Há 3 interessados na exploração hoteleira do Castelo de Vila Nova de Cerveira

5 de setembro de 2019

O concurso público lançado pelo Instituto do Turismo de Portugal para a concessão da exploração do Castelo de Vila Nova de Cerveira, ao abrigo do Programa Revive, recebeu propostas de três investidores nacionais das áreas da hotelaria e restauração.

O concurso foi lançado no dia 25 de Julho de 2019 tendo em vista a “concessão de exploração do Castelo de Vila Nova de Cerveira, em Vila Nova de Cerveira, com vista à realização de obras, incluindo de infraestruturas, e posterior exploração para fins turísticos como estabelecimento hoteleiro, alojamento local ou outro projecto de vocação turística”. Segundo o estipulado, a duração da concessão é de 50 anos, sendo a renda mínima anual exigida pelo Estado de 13.260 euros

A área de construção do imóvel histórico na raia de Espanha é de cerca de 4.224, tendo o presidente da autarquia de Vila Nova de Cerveira referido à imprensa local que “prevê que a adjudicação possa acontecer até ao final do ano”.

Recebidas as três propostas decorre agora um período de análise, a que se seguirá uma reunião do júri com vista à elaboração do relatório preliminar. Posteriormente, decorre a audiência prévia, a elaboração do relatório final e a consequente adjudicação da proposta ao concorrente vencedor.

Dos 33 imóveis nacionais identificados pelo Governo na lista inicial do Programa REVIVE, foram já concluídos concursos de nove, sete dos quais foram adjudicados e apenas dois não tiveram interessados. (o Colégio de S. Fiel, em Castelo Branco, e o Convento de S. Francisco, em Portalege). Decorrem os concursos de outros dez, onde se inclui o Castelo de Cerveira, o 15º concurso a ser lançado no âmbito do REVIVE, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais, que visa valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atractividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país, nomeadamente o interior.

 

PUB
ARRENDAMENTO
Covid-19: Presidente da República promulga regime excepcional para o pagamento de rendas
6 de abril de 2020
PUB
PUB
PUB