Inovação no Sector Imobiliário: É preciso fazer acontecer!

20 de Novembro de 2017

Inovação já se faz em Portugal e bem. É preciso agora reconhecer as competências que permitem “fazer acontecer” de forma disciplinada e com resultados mensuráveis no Sector Imobiliário!

A palavra Inovação tem vindo a ser uma “buzzword” nos discursos de empresas líderes mundiais e nos últimos anos observamos também grandes estruturas nacionais a incorporá-la nas suas estratégias corporativas e naquilo que consideram ser os seus valores primordiais. Efectivamente, uma organização sem inovação, estagna e arrisca-se a “morrer na praia”, como todos sabemos.

Importa então perceber porque é que muitas empresas que até têm estruturas orientadas para a inovação, não atingem os resultados esperados. Neste ponto, podemos referir o estado “inovador moderado” onde Portugal uma vez mais se posicionou no Innovation Union Scoreboard em 2016. Ano após ano, observamos que Portugal tem condições, recursos e processos para fazer acontecer inovação, mas não atinge os resultados esperados.

Nos tempos que correm, em que todos os dias as Organizações, principalmente no mercado Imobiliário se deparam com a entrada de novos players que lhes ameaçam “roubar” cota de mercado, a não obtenção de resultados não é uma hipótese. Inovar significa obter valor, de forma diferenciadora. Significa concretizar algo que o mercado reconhece como de alto valor acrescentado. Significa posicionar-se à frente da concorrência. Significa fazer melhor internamente para aumentar a eficiência, produtividade e ganhar competitividade. Significa fazer acontecer!

Para fazer acontecer, existem os profissionais que há anos tentam fazer com que a inovação tenha um significado dentro da sua Organização. Uns têm sido ouvidos pela sua gestão de topo, outros nem por isso. Mas vão tentando ano após ano, pois sabem que é uma premissa essencial para a sobrevivência das suas Organizações. 

Adicionalmente, para fazer acontecer há também que implementar processos estruturados e comprovados. Processos que são testados e já conduziram ao crescimento de muitas Organizações. Processos internacionalmente reconhecidos, como é o caso da framework do IMBOK – Innovation Management Body of Knowledge do Global Innovation Management Institute (GIMI) auxiliam não só no “fazer acontecer” como permitem o reconhecimento dos profissionais com essas competências através de certificação.

Esta profissionalização é fundamental para que os colaboradores possam contribuir ainda com mais valor na competitividade das suas Organizações. É portanto uma relação win-win, para o profissional e para a Organização que investe no Profissional.

Mais informação em: http://www.winning-consulting.com/gestao-inovacao-cc/

Vera Santos

Partner Winning Scientific Management