CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 12 de novembro de 2019
Habitação by century 21

Preço médio de venda das casas cresce 11% no 3º trimestre

18 de outubro de 2019

Lisboa (519.594 euros) Faro (428.574 euros) e Madeira (305.641 euros) foram os distritos com preço médio de venda mais elevado. Castelo Branco (116.020 euros), Beja (122.856 euros) e Portalegre (136.935 euros) os que apresentam valores mais baixos.

De acordo com o portal de imobiliário, Imovirtual, o número de anúncios de venda de apartamentos e moradias publicados no portal aumentou 15% na comparação dos períodos já referidos. 

Quanto ao arrendamento, o valor médio decresceu 8% em todo o país. Em sentido inverso, o número de anúncios de arrendamento de apartamentos e moradias publicados na plataforma disparou (+45%) na comparação dos trimestres.

Lisboa (1.542 euros), Porto (1.101 euros) e Madeira (875 euros) fecham o TOP3 das regiões com valor médio de arrendamento mais alto.

O TOP5 de distritos com maior preço médio anunciado no segmento de venda mantém-se igual do 3º trimestre de 2018 para o período homólogo em 2019.

Ainda relativamente ao TOP5, Porto e Setúbal foram os distritos com maior subida de preço médio na comparação dos períodos referidos.

Faro e Madeira foram as regiões em que o crescimento do preço médio anunciado cresceu menos do que a média nacional (11%).

TOP 5 - MAIOR PREÇO | Distritos com maior preço médio anunciado no segmento de venda:

 

 

Preço Médio 3º TRIM ‘19

*

Lisboa

519 594 €

+10%

Faro

428 574 €

+3%

Madeira

305 641 €

+5%

Porto

285 369 €

+11%

Setúbal

257 452 €

+11%

*em comparação com os dados do terceiro trimestre de 2018.

 

TOP 5 - MAIOR PREÇO | Distritos com maior preço médio anunciado no segmento de arrendamento:

 

 

Preço Médio 3º TRIM ‘19

*

Lisboa

1 542 €

-8%

Porto

1 101 €

-2%

Madeira

875 €

-16%

Setúbal

825 €

-12%

Faro

772 €

-31%

*em comparação com os dados do terceiro trimestre de 2018.

 

PUB
ARRENDAMENTO
Modelo do IRS para 2020 com campo para contratos de arrendamento com redução de IRS
5 de novembro de 2019
PUB
PUB
PUB