CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 20 de novembro de 2019
Habitação by century 21

Euribor: novos mínimos de sempre a 6,9 e 12 meses

12 de junho de 2017

As taxas Euribor mantinham-se esta segunda-feira a três meses, mas caíram acentuadamente a seis, nove e doze meses, para mínimos de sempre, face a sexta-feira.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 6 de Novembro de 2015, desceu, esta segunda-feira, para -0,266%, contra -0,264% da sessão anterior e um novo mínimo de sempre.

No prazo de nove meses, a taxa também caiu, esta segunda-feira, para -0,198%, face aos -0,194% de sexta-feira, e também um mínimo de sempre.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 5 de Fevereiro de 2015, também caiu para um novo mínimo de sempre, de -0,147%, contra -0,140 da sessão na sexta-feira.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de Abril de 2015, manteve-se hoje nos -0,331%, face a sexta-feira, contra o actual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de Abril.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Lusa/DI

PUB
ARRENDAMENTO
Englobamento obrigatório para rendimentos prediais terá “efeito perverso” no mercado – diz APEMIP
14 de novembro de 2019
PUB
PUB
PUB