Cabo Verde: Praia do Estoril, projecto na ilha da Boavista

25 de Setembro de 2017

A ilha cabo-verdiana é de sonho e o projecto para ela concebido pelo atelier de José Adrião Arquitectos não lhe fica a atrás. Seguindo uma postura de grande rigor e respeito pelo meio natural envolvente, o projecto da Praia do Estoril, cuja primeira fase de 18 moradias está concluída, contribui para que a capital da ilha, Sal-Rei, e toda a envolvente ganhem em termos de valorização turística, urbana a e ambiental.

As moradias da Praia do Estoril situam-se numa zona privilegiada de Sal-Rei, a pequena capital da ilha da Boavista. Têm uma localização excepcional devido à grande proximidade em relação ao centro da cidade – a escassos minutos a pé – e ao contacto directo com o magnífico areal e as dunas da Praia do Estoril – afirma o atelier.

As 18 moradias da primeira fase do empreendimento agora concluídas funcionam como um pequeno núcleo habitacional e estão inseridas num sistema de azinhagas que liga as casas directamente ao passeio marítimo de Sal Rei e à praia. Tudo é quase “a régua e esquadro”, rigoroso, limpo, reluzente.

 

Um ambiente íntimo e de privacidade

 

“As moradias de diferentes tipologias, de dois e três quartos, têm as características de casas-pátio. Os muros que envolvem os pátios permitem criar simultaneamente um ambiente íntimo e de privacidade no seu interior, bem como a protecção em relação aos ventos e às areias da praia” – afirma-se na memória descritiva do projecto.

Com dois pisos, as moradias apresentam no piso térreo as áreas comuns, a sala e a cozinha num espaço amplo. “As salas, dependendo da tipologia, abrem-se directamente para um ou dois alpendres permitindo criar uma relação franca entre o interior e exterior da casa” – descreve o gabinete. Que acrescenta: “O sistema de caixilharia e o grande vão permite uma abertura quase total de modo a reforçar esta relação. O alpendre em todo o comprimento da casa é uma zona de sombra e de estadia exterior e protege o interior da casa da insolação directa dos raios solares e da chuva ocasional”.

 

Onde o «branco» impera…

 

Prossigamos na visita a uma das moradias:

“No piso superior situa-se a área privada da casa com os quartos e duas instalações sanitárias. Tanto os quartos como as instalações sanitárias abrem-se directamente para uma varanda, protegida do sol directo, a partir do qual se tem uma relação com a envolvente e o mar”.

Por último refira-se que o pátio principal da casa tem um espaço ajardinado com plantas autóctones, de manutenção reduzida e uma piscina.

Os acabamentos das casas, embora simples e de grande informalidade, são de qualidade e testada funcionalidade.

Ali, em tudo o ‘branco’ impera: as paredes e os tetos são rebocados e pintados de branco e as caixilharias são de alumínio lacado de branco mate. “Todo o sistema construtivo foi pensado de modo a criar um ambiente descontraído e relaxado caraterístico de uma casa de praia” – refere o atelier.

A ilha da Boavista é a 3.ª maior do país-arquipélago e nela se encontram as maiores praias de Cabo Verde. Apesar de algum desenvolvimento turístico a ilha ainda não perdeu a designação por que é conhecida, a de “Ilha da Tranquilidade”.

Ainda não foi à Boavista? Então vá, … logo que possa.

Estique as pernas pelas ruas da cidade de Sal Rei, oiça a música e dance ao som do Funaná, delicie-se com a simples gastronomia local. E visite ainda:

O Ilhéu de Sal Rei; a Igreja Matriz de São Roque, na antiga capital, Rabil, construída em 1801; a Fábrica de Cerâmica, também em Rabil, que utiliza tecnologia artesanal africana; a Capela de Santo António, na Povoação Velha; o Farol do Morro Negro e o Farol da Ponta do Sol; a Praia de Chaves, a Sul de Sal Rei e percorra as dunas e muito mais….

 

FICHA:

Praia do Estoril, Ilha da Boavista, Cabo Verde

Obra: 1ª fase concluída

Cliente Privado

Área de construção: 2300 m2

Arquitectura José Adrião - Coordenação

Estabilidade: MB – Engenharia

Especialidades: MB – Engenharia

Empreiteiro geral: CFS

Fotografias: cortesia de NUNO ALMENDRA, a quem agradecemos.