CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 27 de Maio de 2019
Entrevistas
Christina Hippsley Diretora-Geral da Câmara de Comércio Portuguesa no Reino Unido

Nova geração de investidores britânicos interessados por Portugal

19 de Fevereiro de 2019

Christina Hippsley, Diretora-Geral da Câmara de Comércio Portuguesa no Reino Unido, garante que os jovens profissionais ingleses procuram cada vez mais uma casa em Portugal.

Em entrevista ao Diário Imobiliário assegura que a procura e interesse no imobiliário português mantém-se e que os tradicionais compradores vão regressar ao mercado após o Brexit. Existe mesmo um crescente de uma nova geração que vem atraída pelos incentivos e que desejam comprar e mudar-se para Portugal por razões fiscais enquanto continuam a gerir os seus negócios.

O sector do imobiliário português tem sido um dos mais atractivos junto dos investidores ingleses há muitos anos. Depois do Brexit  como acha que se irão comportar os investidores ingleses?

Depois de serem clarificados os detalhes do Brexit e terminarem as incertezas quanto aos seus moldes, acredito que os tradicionais compradores de residências em Portugal voltarão ao mercado. O interesse dos compradores britanicos mantém-se alto. Mais de 2.600 visitantes assistiram aos nossos shows e seminários em Portugal no Reino Unido nos últimos 18 meses. Mas muitos estão à espera para ver o resultado final das negociações do Brexit antes de prosseguir com a compra.

Que tipo de investidores estão interessados no nosso país? O que mais procuram? Quais os produtos que os aliciam?

O maior número de compradores de imóveis que vemos nos nossos seminários no Reino Unido são os casais entre os 50 e os 75 anos que procuram uma segunda casa em Portugal. Pode ser para se aposentarem a tempo inteiro, ou para usar como uma segunda casa onde eles pretendem passar vários meses por ano. Estes compradores estão à procura de propriedades com preços entre os 400.000 e os 1 milhão de euros, muitas vezes no Algarve, mas também na área da Grande Lisboa e no norte. A maioria destes compradores são atraídos para casas de dois ou três quartos perto da praia e do campo, com espaços desportivos e restaurantes nas proximidades e boa cobertura de wi-fi.

Os benefícios fiscais e incentivos legais podem ser fundamentais para a decisão de investir em Portugal?

Sim. E também notamos uma nova geração de compradores mais jovens nos nossos seminários, com idades entre 30 e 55 anos, que geralmente têm seu próprio negócio. Desejam mudar-se para Portugal por razões fiscais enquanto continuam a gerir os seus negócios, pelo que normalmente compram na área de Lisboa para estar perto do aeroporto para facilitar as viagens.

Porquê investir no nosso país? Tem ideia de existir uma corrida ao imobiliário português?

A procura por parte de compradores britânicos com mais de 55 anos para imóveis em Portugal sempre foi constante - eles sempre foram atraídos pela grande combinação de estilos de vida, do sol, pela grande comunidade existente de estrangeiros, pela excelente variedade de propriedades e pelo menor custo de vida. Nos últimos quatro anos, o crescimento veio dos profissionais mais jovens, que desejam comprar em Portugal por motivos de investimento ou negócios.

Quais os maiores receios para os investidores ingleses depois do Brexit?

Os investidores britânicos em Portugal temem o seguinte depois do Brexit: A propriedade está a tornar-se mais cara devido à taxa de câmbio, à redução do acesso aos cuidados de saúde em Portugal e à burocracia extra. No entanto, ficámos impressionados com os recentes anúncios do governo português de que tomarão todas as medidas necessárias para tornar as coisas tão fáceis quanto possível para os compradores de propriedades e turistas britânicos após o Brexit.

PUB
ARRENDAMENTO
Programa de Arrendamento Acessível entra em vigor a 1 de Julho
22 de Maio de 2019
PUB
PUB
PUB