A mediação é a maior oportunidade de carreira no mercado

02 de Abril de 2018

Com o volume de vendas na ordem dos 1200 milhões de euros em transações e um crescimento de 42% no número de associados, a Keller Williams (KW) apresenta já 21 Market Centers (MC) de norte a sul do país. Eduardo Garcia e Costa, CEO da KW Portugal, em entrevista ao Diário Imobiliário assegura que a mediação Imobiliária é provavelmente a maior oportunidade de carreira e de empreendedorismo que se apresenta no mercado.

Como vê esta dinamização do mercado imobiliário? E como a KW tem acompanhado esta evolução?

A Keller Williams, é uma empresa global de formação e consultoria especializada no ramo de Mediação Imobiliária. Em 2017 duplicámos o volume de vendas, alcançando os 1200 milhões de euros em transações, com um crescimento claramente acima do mercado, devido às características diferenciadoras do modelo de negócio, que nos tem criado uma vantagem competitiva.

Em 2017, a KW Portugal viu também o seu número de associados crescer 42%, tendo hoje mais de 1500 associados distribuídos por 21 Market Centers (MC) de norte a sul do país.

O que distingue a KW das outras mediadoras? Que produtos estão focados?

As principais diferenças para as outras empresas são a nossa Dimensão, a Formação e Treino e o foco nas pessoas.

Uma das abordagens inovadoras que em relação às outras redes de mediação imobiliária é a dimensão dos nossos Market Centers. É de assinalar que 70% dos Market Centers tiveram uma faturação superior a 1 milhão de euros. Em média, cada Market Center é composto por cerca de 70 associados, o que reflete a elevada coesão organizacional e estrutural da KW e que é suportada por uma grande aposta na formação e apoio à equipa de consultores, para que todos possam desenvolver o seu negócio maximizando a qualidade da proposta de valor aos clientes finais.

O segundo aspecto altamente diferenciador é a Formação e o Treino. Com o objectivo de fazer crescer todos os nossos colaboradores o Treino é uma das componentes diferenciadoras do nosso programa. Enquanto a Formação é na realidade passar conhecimento e informação, o treino passa por alterar comportamentos. O processo de crescimento de todos os nossos colaboradores passa por isso, por uma alteração de hábitos e, consequentemente, por realização de novas actividades.

Finalmente, a nossa visão e missão reflectem o que pretendemos - “Ser a empresa de eleição na Mediação Imobiliária” e “Construir Carreiras que Vale a Pena Ter, Negócios que Vale a Pena Deter e Vidas que Vale a Pena Viver”, respetivamente. A visão da KW é a ser a empresa de Eleição dos seus colaboradores. Uma Empresa de onde as pessoas nunca querem sair. A nossa filosofia é que os nossos Consultores são encarados de uma forma peculiar, como parceiros. Juntos, temos um só objetivo — dominar os nossos mercados de uma forma notável e rentável.

Acreditamos que estamos a ser um excelente exemplo e a criar um novo paradigma no mundo dos negócios. Um local onde podem conciliar a carreira, o negócio e a vida, quando tradicionalmente o mundo empresarial leva as pessoas a focarem-se mais nas suas carreiras, com um eventual prejuízo das vidas pessoais. As nossas pessoas estão sempre primeiro que o lucro da empresa.

A KW atua segundo o princípio de que, se focar todos os seus recursos na construção da carreira, do negócio e da vida dos seus consultores, estes irão, em retorno, ajudar a construir uma empresa acima de todas as expectativas.

Quem está a comprar em Portugal? Com o impulso dos investidores estrangeiros ao imobiliário português como tem beneficiado a KW com isso?

São diversos os perfis e nacionalidades. Há uma procura de estrangeiros inicialmente motivada por questões legais e de incentivos fiscais, aliada a uma “descoberta” de Portugal, em particular de Lisboa e Porto como destinos turísticos de eleição. Adicionalmente há também uma grande atractividade dos preços do imobiliário para investidores estrangeiros quando comparados com outros mercados europeus relevantes, mas que não são de competição com os compradores portugueses.

Relativamente aos portugueses? Quem está a comprar? Que produtos procuram? A oferta está adequada à procura?

A KW apresenta já uma cobertura geográfica a nível Nacional, especialmente nos grandes centros urbanos. Através da análise das Angariações que vendemos o ano passado o mercado é essencialmente habitacional, com 96% dos imóveis transacionados. A nível de Tipologias o T3 e o T2 representam mais de 63%, dos imóveis.  Em algumas localizações, como Lisboa, existe alguma escassez de oferta devido ao aumento da procura e reduzida construção dos últimos anos. Isso traduz-se num ligeiro inflacionar do preço médio (242.291 euros em Lisboa vs 171.767 euros nacional). Contudo, na KW temos a máxima que “se os preços estão a subir prepara-te que um dia eles vão descer, sendo o inverso também verdadeiro”. Publicamos nos EUA, um livro que se chama Shift que prepara os nossos consultores para melhor servirem os seus clientes nas mudanças de mercado. Durante 2018 vamos começar a ter formações sobre o tema.

Quanto ao crédito à habitação, o Banco de Portugal decidiu fazer mais restrições aos empréstimos este ano. Vê com preocupação esta situação?

Na nossa Family Reunion 2018 apresentámos uma análise histórica das grandes tendências  do mercado imobiliário em Portugal. Os grandes indicadores são bastante positivos, inclusive no que toca às taxas de juro que são menores agora e na concessão de novos créditos à habitação que têm aumentado constantemente desde 2012. A nível Macroeconómico não nos cabe o papel de regular a concessão do crédito mas o Mercado Imobiliário apresenta-se num período de crescimento e com perspetivas saudáveis. Independentemente das condições de Mercado, os nossos resultados vão depender do grau de preparação das nossas pessoas.

Quais ainda as grandes dificuldades para a mediação imobiliária?

A mediação Imobiliária é provavelmente a maior oportunidade de carreira e de empreendedorismo que se apresenta no mercado. Com um reduzido investimento é possível criar um negócio com dimensões totalmente imprevisíveis.  A nossa visão é tornarmo-nos a maior referência de carreiras empreendedoras no mercado português. Vemos imensas oportunidades e uma mudança total de paradigma nas carreiras das pessoas. A KW tem os modelos e sistemas, bem como uma formação e treino intensivos, para poder ajudar estas pessoas a criarem uma carreira e um negócio como Consultores imobiliários.

É com base nisto que acreditamos que teremos pessoas qualificadas, a construir uma equipa multidisciplinar que irá intermediar centenas de transacções imobiliárias por ano com uma qualidade de serviço aos clientes finais acima do que o mercado pratica actualmente.

Como prevê o crescimento do mercado para este ano?

Acreditamos que o Mercado seguirá a tendência de crescimento de 2017, ano em que duplicámos o volume de vendas, aumentámos o número de associados crescer em 42%, tendo hoje mais de 1500 associados distribuídos. O objetivo para 2018 é que o número de associados chegue aos 2500, num crescimento claramente acima do Mercado.

*Entrevista escrita segundo o novo acordo ortográfico