CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 9 de dezembro de 2019
Arquitectura

Sede da Cruz Vermelha de Cabo Verde com assinatura portuguesa

24 de agosto de 2017

O FOCUS GROUP venceu o concurso promovido pela Cruz Vermelha de Cabo Verde para a elaboração de todos os projectos para um edifício no centro histórico da Cidade da Praia. 

O grupo português através da sua empresa com sede em Cabo Verde, a FOCUS GROUP.CV, desenhou um projecto que ia ao encontro da pretensão da Cruz Vermelha, que era a concepção de um edifício versátil, sem condicionamento por um programa muito específico, permitindo assim a utilização do mesmo pela instituição ou para arrendamento. "Procurou-se propor um edifício de referência e integrado no centro histórico, mas que se destaque pela sua qualidade arquitectónica e pelo espaço que oferece", refere em comunicado o FOCUS GROUP.

O lote a intervir conta com uma localização bastante privilegiada, é rectangular, com uma excelente exposição solar e com três frentes, sendo uma delas virada para a Avenida Andrade Corvo, uma das avenidas principais do centro histórico.

"A solução arquitectónica apresentada desenvolve-se a partir da extrusão da forma de uma cruz, fazendo a alusão ao logotipo da Cruz Vermelha e tornando o edifício num símbolo, mas de forma sóbria e discreta.

O edifício tem um desenvolvimento linear estruturado por um núcleo de distribuição que contém todos os equipamentos de apoio e de cada lado deste eixo de distribuição surgem as áreas de escritórios / fracções. Estes espaços poderão ser utilizados de uma forma autónoma se necessário e por diferentes entidades. Conta ainda com áreas de open space e jardins interiores para entrada de luz e ventilação", explicam na memória descritiva.

O grupo revela ainda que as fachadas foram alinhadas em profundidade pelas fachadas contíguas, apostando na sobriedade da cor, privilegiando os materiais naturais como a pedra rústica aparelhada (que aparece igualmente em alguns edifícios próximos). Algumas das fachadas são compostas por lâminas verticais de ensombramento e de protecção do ruído exterior e que também se podem ver também em alguns edifícios existentes na envolvente, garantindo assim um perfeito enquadramento na zona histórica onde se insere.

De referir ainda que na concepção do edifício foi atribuída especial atenção ao acesso de utentes com mobilidade condicionada. 

PUB
ARRENDAMENTO
Senhorios têm entre 1 de Janeiro e 15 de Fevereiro para entregar declaração e ter redução de IMI
1 de dezembro de 2019
PUB
PUB
PUB