FOTOGRAFIA com ARTE: Vila Viçosa, “Princesa do Alentejo”

10 de Abril de 2017

Foi ocupada por, entre outros, romanos e muçulmanos. Conquistada em 1217, durante o reinado de D. Afonso II, recebe, em 1270, foral de D. Afonso III que lhe atribuiu a categoria de vila. No século XIV, o Castelo de Vila Viçosa é mandado construir por D. Dinis.

Já no século XV, em 1461, a vila passou a fazer parte do Ducado de Bragança. No ano de 1500, D. Manuel I convida Jaime I a regressar à corte, restituindo-lhe os títulos anteriores.

A construção do Paço Ducal de Vila Viçosa, o mais emblemático monumento da povoação, teve início em 1502, a mando do Duque Jaime I de Bragança. Foi então que Vila Viçosa se tornou a sede do Ducado de Bragança.

Em 1640, João II, Duque de Bragança, aceita o trono de Portugal, tornando-se D. João IV e dando início à Dinastia de Bragança. Daqui para a frente, Vila Viçosa passou a ser a residência real de férias.

No século XVIII, a vida em Vila Viçosa também foi abalada pelo Terramoto de 1755 e no início do século XIX a vila foi pilhada durante as Invasões Francesas.

Em 1910, com a Proclamação da República, Vila Viçosa entrou em declínio, muito por causa da vontade dos Republicanos em fazerem desaparecer todos os vestígios da Monarquia. No entanto, na década de 1930, com a exploração dos mármores e da abertura do Paço Ducal aos turistas Vila Viçosa ganhou nova vitalidade.

 

Texto e Fotografias: Jorge Maio