Dupla portuguesa cria mobiliário infantil que cresce e encolhe

18 de Maio de 2017

Patrícia Machado e Gonçalo Valente criaram uma cadeira e uma secretária que crescem com as crianças. Ergonómicas mas com um estilo muito trendy, as peças têm por base um conceito que encoraja o desenvolvimento e a autonomia dos mais pequenos, sem esquecer a sustentabilidade do Planeta.

Em 2016 surge a UPA Kids, através de uma campanha de crowdfunding, como resposta a uma necessidade deste casal lisboeta que, com dois filhos, não pretendia continuar a mudar constantemente de mobiliário para que se adequasse à dimensão das crianças.

Foi desta necessidade que surgiu a ideia de criar uma linha de mobiliário através do ajuste das peças, com cinco níveis distintos, a cadeira e secretária UPA Kids acompanham o crescimento, desde os quatro anos até à idade adulta. As peças são pensadas para as famílias com preocupações ambientais e que procuram, cada vez mais, reduzir a emissão de resíduos.

"Embora seja muito importante ter tempo em família, há momentos em que as crianças precisam de ter o seu próprio espaço para se desenvolverem e explorarem os seus interesses, actividades e opiniões. Os produtos UPA Kids são cuidadosamente pensados para encorajar o desenvolvimento e a autonomia da criança, ao permitirem que tenha um espaço só seu, onde podem escolher as suas preferências, decidir como se vão exprimir, como vão gerir os seus pertences e como querem despender o seu tempo. Adicionalmente, pretendíamos criar peças com uma longevidade que permitisse torná-las numa memória viva e divertida da infância dos irmãos e até dos pais pois as nossas peças crescem mas também encolhem", revela Patrícia Machado, responsável pela UPA Kids.

O mobiliário é fabricado no Porto e a marca pretende agora chegar a toda a Europa com um posicionamento único no mercado pela sua função, design, segurança e durabilidade.

As peças UPA Kids são produzidas em contraplacado de bétula, um material flexível, de alta qualidade, facilmente lavável e com a certificação FSC (Forest Stewardship Council). Não contêm materiais perigosos nem cheiros.

"Seguimos a norma europeia (EN1729) que define os parâmetros apropriados para o mobiliário, de acordo com a estatura das crianças. Segundo a mesma, para garantir ergonomia, prevenir lesões e desconcentração, é necessário garantir que os mais pequenos estão corretamente sentados ao longo das várias fases de crescimento. No entanto, o mobiliário com dimensões fixas tem um tempo de vida útil máximo, para sentar uma criança pequena, de três anos. Qualidade, conforto e ergonomia que se ajustam à dimensão da criança são as palavras que melhor definem o mobiliário evolutivo UPA Kids", explica Gonçalo Valente, Arquiteto responsável pelo design do mobiliário UPA Kids.