Criar uma assinatura no design de interiores

29 de Abril de 2014

Um designer de interiores não é um decorador é o profissional que cria um espaço ao seu estilo e que lança uma marca. Ele desenha, projecta e personaliza um espaço. Dá-lhe alma e uma assinatura. Não imita ninguém e não repete estilos. Esta é em resumo a definição que Rute Santiago faz da sua profissão e do seu trabalho.

E foi para dar resposta aos clientes que lhe foram chegando e que procuravam projectos personalizados, que fugissem ao conceito comummente entendido de decoração que surgiu oSantiago | Interior Design Studio – S|IDS.

Rute Santiago nasceu em Lisboa. Frequentou a Escola Superior de Artes Decorativas - Fundação Ricardo Espirito Santo Silva, formando-se em Design de Interiores e mais tarde, frequentou o curso de Cenografia para Filmes e Televisão da Central Saint Martins School, em Londres.

Trabalhou com as melhores referências de interiores em Lisboa, e após várias solicitações para projectos privados, decide criar um estúdio de design, onde juntamente com a sua equipa, explora toda a oferta que o âmbito dos interiores tem para oferecer. Colabora pontualmente como consultora de design de interiores para revistas e canais online.

Para a designer o conceito da S|IDS materializou-se ao agregar no mesmo serviço profissionais que conseguissem responder às necessidades que um cliente exigente pudesse ter. “Num colectivo de várias profissões que o design agrega – interiores, produto, gráfico, têxtil – surgiu o estúdio que funciona como um laboratório de ideias direccionadas a projectos de interiores, sejam eles privados, públicos ou comerciais”, explica.

Colmatar falhas específicas no mercado do design de interiores

O que o S|IDS procura fazer é, colmatar algumas falhas específicas no mercado do design de interiores. Rute Santiago sentiu que os projectos que se fazem ao nível privado, por exemplo, são impostos aos clientes de uma maneira repetitiva, talvez de forma involuntária e inconsciente. O cliente, por sua vez, por não conhecer melhor ou diferente, acaba por anuir e perpetuar uma estética ausente de personalização.

“Queremos com isto dizer que, são poucos os profissionais desta área que cultivam uma assinatura. Existe uma repetição exaustiva do mesmo estilo, perpetuado por várias entidades que por sua vez são influenciadas por outros – maioritariamente designers internacionais, ditadores de tendências. Apesar de não acharmos errado, é uma maneira de trabalhar com a qual não nos identificamos e nos queremos desmarcar”, revela.

O seu principal objectivo é responder a uma necessidade específica do cliente, e passá-la para a prática de uma maneira ímpar e sem reproduções.

Não existem dois projectos iguais

Pretende implementar projectos que não sejam susceptíveis de identificações e rotulagem imediata, como tantas vezes acontece quando entramos num espaço. “Queremos incutir a máxima de que os projectos não podem ser de outra maneira, senão personalizados, que tal qual uma impressão digital, não existem dois iguais”, salienta a designer.

Outro objectivo, passa também por desmistificar a ideia de que o design de interiores é apenas e só sinónimo de decoração. O S|IDS pretende explicar – de forma prática e efectiva através do seu trabalho – que esta profissão é bem mais abrangente que isso. “Sem nunca desprezar o trabalho do decorador, mas sim, enfatizar e dar a importância devida ao designer de interiores que, tem bem mais valências do que apenas fazer coordenados de cor num ambiente para o tornar esteticamente harmonioso”, revela Rute Santiago.

Um designer de interiores deve entrar numa obra quando ela começa

Para a empresária um designer de interiores deve entrar numa obra quando ela começa, e não apenas quando esta acaba. Rute explica que o designer tanto pode escolher materiais para um acabamento de obra, acompanhar a mesma, requalificar espaços, como também pode projectar uma porta ou uma maçaneta, ou criar um padrão de um tecido, ou seja, tem a capacidade de fazer um design global em toda a multidisciplinariedade que o universo dos interiores agrega.

No seu portfolio o S|IDS conta com projectos de várias áreas feitos por diversos profissionais, desde o design de mobiliário, iluminação e têxtil, para além de projectos de design de interiores que englobam e são o ponto de partida para todos os anteriores. “Damos primazia pela produto de produção nacional, como é o caso na nossa mais recente parceria com a marca Com Raiz, da autoria da designer Margarida Mariz”, conlcui.