CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 18 de novembro de 2019
Sustentabilidade

Smart Open Lisboa quer uma capital mais inteligente e eficiente

15 de outubro de 2019

O Smart Open Lisboa (SOL) tem como objectivo integrar na cidade soluções inovadoras, contribuindo para uma Lisboa mais inteligente e eficiente. A edição deste ano do SOL é dedicada à Mobilidade.

Este evento conta com a curadoria da Câmara Municipal de Lisboa (CML), reforçando a importância deste tema  entre os principais desafios enfrentados, actualmente, pelo Município e os seus utilizadores.

Para Miguel Gaspar, Vereador da CML, “o Smart Open Lisboa, no seu sector da mobilidade, responde a dois dos grandes desafios de Lisboa. Por um lado, o da mobilidade, característico de todas as grandes cidades mundiais, com questões que impactam directamente a qualidade de vida das pessoas, da eficiência da cadeia logística, da equidade, da acessibilidade. Responder ao desafio da mobilidade é responder a um dos maiores desafios que enfrentamos como humanidade, o da descarbonização. É por via da melhoria das condições de mobilidade, do lançamento de novos produtos, novos processos, que conseguiremos contribuir para a um melhor ambiente a nível global, e as cidades têm de estar na linha da frente desta transformação”.

A cidade de Lisboa discute hoje temas que se prendem, não só com os lisboetas, mas também com os turistas. Este programa orientado para Open Innovation, pretende ligar parceiros institucionais e grandes empresas a startups, para, em conjunto, responderem a desafios, de diferentes áreas e relacionados com as smart cities.

“O SOL Mobility também dá corpo à estratégia de Lisboa de afirmação como um grande hub de inovação, de concentração de emprego altamente qualificado, de atração de talento e de criatividade, que em Lisboa encontra espaço para florescer. O programa SOL dá espaço aos novos empreendedores e oferece a plataforma da cidade de Lisboa como um laboratório vivo para que empreendedores de todo o mundo possam florescer respondendo aos desafios de Lisboa”, acrescenta Miguel Gaspar.

Este programa começou em 2015, estando desde então orientado para a resolução dos problemas dos utentes e cidadãos de Lisboa, tendo como objectivo claro facilitar-lhes o dia a dia.  A edição do SOL Mobility de 2018, contou com 130 candidaturas de startups de 23 países diferentes.

Segundo a organização: "Tornar Lisboa numa cidade focada em empreendedorismo, inovação e criatividade, investindo no melhoramento da qualidade de vida das pessoas, é o grande propósito deste  encontro, que junta todos os parceiros envolvidos, de forma a criar sinergias e soluções para o futuro".

O SOL junta entidades como a Axians, NOS, Sharing Cities, TOMI e Turismo de Portugal, este projecto, que aposta na inovação para enfrentar os maiores desafios da mobilidade, tem ainda como parceiros associados a este vertical (mobilidade) empresas como a ANA Aeroportos, Brisa, Carris, CP, Daimler, EMEL e a Siemens. A Beta-i, uma plataforma de inovação criada para dar impulso ao empreendedorismo, apoio este evento.

O programa da edição do SOL Mobility de 2019 tem as seguintes fases:

- Candidaturas Abertas: 28 Outubro a 15 Dezembro 2019

- Online Pitch Day: 9 Janeiro 2020

- Bootcamp: 3 a 7 Fevereiro 2020

- Experimentação: 8 Fevereiro a 13 Maio 2020

- Demo Day: 14 Maio 2020

Mais informações AQUI

PUB
ARRENDAMENTO
Englobamento obrigatório para rendimentos prediais terá “efeito perverso” no mercado – diz APEMIP
14 de novembro de 2019
PUB
PUB
PUB