CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
Sustentabilidade

56 milhões de passageiros transportados na Área Metropolitana de Lisboa em Novembro

24 de dezembro de 2019

Quase 56 milhões de passageiros foram transportados em Novembro na Área Metropolitana de Lisboa (AML), representando um aumento de 17,9% nas validações de bilhetes, face a igual mês de 2018, segundo dados provisórios da AML hoje divulgados.

Os 56 milhões de passageiros transportados reflectem a venda de 764.095 passes, o que, segundo afirma a AML em comunicado, confirma que a criação dos novos passes NAVEGANTE, em Abril deste ano, "representou uma profunda alteração das soluções de deslocação, em favor de uma mobilidade mais sustentável, e com significativo impacto" económico e social nas famílias.

Os dados mostram ainda que, em Novembro, 88% dos passageiros transportados utilizaram títulos do tipo passe, e apenas 12% títulos ocasionais.

Do número total de passes vendidos na área metropolitana de Lisboa, 94% eram Navegante: 60% Metropolitano, 17% Municipal, 14% para passageiros com mais de 65 anos e 6% para família.

Segundo a AML, em Novembro, foram vendidos 764.095 passes, mais 36,3% do que em igual período de 2018.

 

Navegante Família abrange já 7.068 agregados familiares

Os novos passes Navegante representaram 97% dos passes vendidos na área metropolitana de Lisboa, nesse mês, e corresponderam a mais de metade (60%) dessas vendas, seguidos do Navegante Municipal, com 17%, e do +65 (mais de 65 anos) com 14%.

O Navegante Família, que começou a ser vendido em Agosto, representou em Novembro mais de 3% das vendas do sistema, segundo a AML , abrangendo um total de 7.068 agregados familiares e 26.728 pessoas.

Relativamente aos cartões Lisboa VIVA (suporte físico necessário para o carregamento dos passes NAVEGANTE) produzidos, a AML registou um aumento de 43% em Novembro, em comparação com período homólogo de 2018.

O balanço do ano da AML contabiliza, até Novembro, o transporte de quase 562 milhões de passageiros nos serviços de transporte público dentro da área metropolitana de Lisboa este ano.

"A fidelização ao sistema de transportes é agora maior, resultado de um aumento do número de passageiros com passe, em detrimento de passageiros ocasionais, tendência que se começou a registar após a implementação do novo sistema tarifário, e que se mantém", afirma.

Lusa/DI

PUB
ARRENDAMENTO
Rendas das casas aumentam 3,4% em Janeiro em termos homólogos
12 de fevereiro de 2020
PUB
PUB
PUB