CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 25 de fevereiro de 2020
Actualidade

LANE: Nova marca portuguesa entra no sector imobiliário de luxo

12 de outubro de 2019

LANE – Exclusive Real Estate é a nova marca portuguesa a operar no sector imobiliário de luxo e que se apresenta no Salão Imobiliário de Portugal - SIL 2019 com uma carteira de imóveis no valor de 300 milhões de euros.

Liderada pelos empresários Manuel Neto e Martin Lawrenz, a LANE apresenta-se ao mercado no SIL, até 13 de Outubro, e pretende afirmar-se como referência no sector. No arranque, conta com lojas em Cascais e no Estoril, e muito brevemente com uma equipa comercial em Lisboa, e um plano de expansão geográfica até Setúbal. A carteira actual integra mais de 150 imóveis, num valor global superior a 300 milhões de euros.

“Um trabalho profissional, um bom conhecimento de mercado, uma consultadoria competente, uma atitude coerente e responsável, uma postura assertiva, orientada para obter resultados positivos para os clientes e para a empresa”. Estas são as características diferenciadoras da LANE – Exclusive Real Estate, que se apresenta ao mercado no SIL – Salão Imobiliário Internacional. 

A actuar em nome próprio, a LANE gere um portefólio composto maioritariamente por moradias (66%) de tipologias V2 a V7 e apartamentos (30%) com tipologias desde T2 a T5. O restante são terrenos. Dos mais de 150 imóveis em carteira, cerca de 10% destinam-se a arrendamento, “um produto actualmente com pouca oferta e muita procura”, sublinha o managing partner Manuel Neto. A marca pretende também alargar o portefólio a outras áreas do mercado imobiliário, nomeadamente imóveis comerciais.

A LANE – Exclusive Real Estate dispõe de lojas em Cascais e no Estoril e uma equipa de 15 colaboradores, que será reforçada com base num plano de crescimento progressivo e calculado, como explica Manuel Neto: “Pretendemos continuar como equipa experiente e profissional com boas capacidades e conhecimentos para trabalhar o segmento alto e médio alto. No recrutamento de consultores, teremos em conta as qualidades e competências para trabalhar neste segmento, de forma a não desvirtuar o nosso conceito, mantendo o nível de qualidade no acompanhamento aos clientes”, garante.

O espectro de nacionalidades dos clientes é cada vez mais largo: “Franceses, brasileiros, ingleses, norte-europeus, chineses, Médio Oriente e americanos”, enumera Manuel Neto. O objetivo da LANE é canalizar o investimento na captação de clientes dos países que mais investem em Portugal (Brasil, França e China). Para isso, o contacto com agentes e parceiros nacionais e internacionais é uma aposta que contribuirá para a expansão da atividade e das áreas de negócio.

Embora esteja aberto a trabalhar quer em sistema de exclusividade, quer em sistema aberto com parcerias com outros consultores, Manuel Neto acredita que a LANE trará inovação ao mercado imobiliário, baseando-se sempre na qualidade. “O nosso foco incidirá no serviço ao cliente e na sua fidelização, na divulgação e representação nos mais importantes portais imobiliários nacionais e internacionais e no forte desenvolvimento do marketing digital em áreas de mercado selecionadas”, afirma.

Tendência de mercado é favorável ao negócio

Com a atual tendência de estabilização do mercado, Manuel Neto defende que “os compradores estão muito atentos aos valores que investem, para não se exporem a riscos que possam resultar de instabilidade dos mercados financeiros ou outras influências geopolíticas”. As localizações prime mantêm valores elevados, embora nas localizações menos nobres ou menos atractivas se verifiquem ajustes e correcção de valores. “O mercado continua estável, muitas das correcções que estão a acontecer têm que ver com avaliações desproporcionais que foram feitas nos últimos dois anos, motivadas por um mercado em alta e um elevado número de interessados”, observa o empresário.

Analisando em concreto o concelho de Cascais, o responsável da LANE afirma que, “nos últimos anos, o mercado imobiliário tem beneficiado de uma crescente valorização e desenvolvimento,encontrando-se hoje numa fase dinâmica com tendência para a estabilização de preços. Durante o decorrer de 2019 e 2020 vão entrar em comercialização muitos empreendimentos novos, o que irá contribuir para dar um novo impulso na compra e venda de imóveis na região”.

Neste contexto, os objectivos de facturação da LANE até ao final deste ano apontam para um milhão de euros, “o que ultrapassará os objectivos que foram definidos no início do ano”, revela Manuel Neto. Em 2020, o crescimento do volume de negócio dependerá do desenvolvimento da actividade e do alargamento a outras zonas geográficas. No início de Dezembro, os managing partners pretendem fazer um ponto da situação do lançamento da marca para definir metas concretas para o próximo ano.

PUB
ARRENDAMENTO
Rendas das casas aumentam 3,4% em Janeiro em termos homólogos
12 de fevereiro de 2020
PUB
PUB
PUB