CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 26 de outubro de 2021
Actualidade
Keezag quer ser responsável [em 2022] por 20% das transacções de imóveis em Portugal José Ramos Duarte - CEO da Keezag.jpg Keezag quer ser responsável [em 2022] por 20% das transacções de imóveis em Portugal

Keezag quer ser responsável [em 2022] por 20% das transacções de imóveis em Portugal

6 de outubro de 2020

 A nova plataforma nascida no Porto vai marcar presença no SIL com aposta no futuro do imobiliário. O mercado português será a rampa de lançamento para a internacionalização desta proptech.

Com os olhos postos no futuro do imobiliário, a Keezag, a nova plataforma tecnológica de encontro entre os proprietários de imóveis, consultores imobiliários e compradores em Portugal, vai marcar presença no SIL-Salão Imobiliário de Portugal. O evento tem lugar de já esta quinta-feira, 8 de Outubro e decorre até Domingo. O formato deste ano é algo híbrido, conjugando uma componente presencial com uma virtual.

 

Nascida no Porto

A Keezag é uma proptech nascida no Porto que traz para o sector imobiliário a proposta de ‘descomplicar’ a experiência de quem precisa de vender, comprar ou arrendar um imóvel, através de uma plataforma tecnológica que promove a comunicação entre os proprietários, consultores imobiliários e compradores de imóveis de forma rápida, simples e transparente.

Activa desde Abril, a Keezag agrega já 320 imóveis e mais de 1.500 consultores de 560 mediadoras e pretende, até 2022, que 20% das cerca de 150 mil transacções imobiliárias realizadas anualmente no mercado nacional passem pela plataforma.

"Todos sabem que comprar ou vender uma casa é um dos momentos mais importantes na vida de uma pessoa. Contudo, na grande maioria das vezes, essa é uma experiência desagradável, demorada e cheia de frustrações para proprietários, consultores e compradores. A Keezag chegou para mudar isso", afirma sem ambiguidades José Ramos Duarte, CEO da Keezag.

 

A Keezag não faz mediação mobiliária...

As nossas ferramentas transformam a etapa logo anterior ao processo de mediação imobiliária em algo muito menos complicado, mas valorizam o que há de mais importante em todo o processo, que é o lado humano. A Keezag promove a livre escolha, a transparência e a agilidade que as plataformas de tecnologia digital oferecem, tudo isto utilizando o “tempo real” como uma das principais ferramentas tecnológicas. Todos estes benefícios são oferecidos aos proprietários, consultores imobiliários e aos compradores de imóveis”, acrescenta.

“A Keezag não faz mediação mobiliária, porém presta serviços que facilitam a realização da mesma. Em última análise, o objectivo da Keezag é proporcionar uma experiência agradável e rentável a proprietários, compradores e consultores imobiliários, de forma simples, fácil e transparente. A nossa proposta diferenciadora é precisamente focar a tecnologia na componente humana, garantindo que as relações humanas são concretizadas em pleno e que principalmente o princípio da liberdade de escolha seja preservado. Uma de nossas principais propostas é garantir que o Consultor Imobiliário, o Proprietário e o Comprador de imóveis que fazem parte de nossa plataforma sejam previamente qualificados a fim de promovermos uma maior eficiência do processo de compra e venda de imóveis e consequente fechamento dos melhores negócios imobiliários. Essa é também a grande revolução da transformação digital no mercado imobiliário”, diz ainda o CEO da Keezag.

 

Chegar aos mercados internacionais

A Keezag, que integra o grupo HHSurge SA, pret, a breve prazo, internacionalizar a sua operação a partir do nosso país. O grupo HHSurge tem seis sócios com diferentes experiências e nacionalidades, sendo José Ramos Duarte o sócio que assume o cargo de CEO da Keezag e David Júnior o que assume o de CTO.

Com cerca de 320 mil propriedades anunciadas para venda anualmente e 40 mil consultores imobiliários activos, com 150 mil transacções anuais e 2.400 milhões de euros em comissões na venda de imóveis, o mercado português foi seleccionado para projecto piloto e base de lançamento internacional da Keezag. O Brasil e os Estados Unidos encabeçam a lista de preferências para os primeiros passos da expansão internacional, com a plataforma a pretender participar em 15% das transacções imobiliárias no Brasil nos três primeiros anos de operação.

 

Levar a Keezag para o mundo

“O mercado imobiliário é um mercado gigantesco a nível mundial, movimentando mais de 9 triliões de dólares por ano. Além disso, está numa fase inicial de profunda transformação conceptual, operacional e tecnológica. A Keezag nasce porque acreditamos que esse mercado precisa de se modernizar e oferecer soluções mais simples, eficazes e que promovam a liberdade de escolha para as diferentes partes da cadeia de valor. Começamos esta mudança em Portugal e daqui levaremos a Keezag para o mundo. O propósito da Keezag é que estas inovações deixem um importante legado para o mercado imobiliário”, conclui José Ramos Duarte.

 

PUB
PUB
TURISMO
Grupo Pestana abre novo hotel em Lisboa
25 de outubro de 2021
ARRENDAMENTO
Portugal alavanca receitas de plataforma europeia de arrendamento a médio prazo em 70%
22 de outubro de 2021
PUB
PUB
INTERNACIONAL
Chinesa Evergrande paga juros em falta
22 de outubro de 2021
PUB