CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 14 de agosto de 2020
Internacional
Plano de Investimento para a Europa supera a meta de 500 mil milhões de euros antes do tempo

Plano de Investimento para a Europa supera a meta de 500 mil milhões de euros antes do tempo

2 de julho de 2020

A Comissão Europeia e o Grupo do Banco Europeu de Investimento (Grupo BEI) mobilizaram 500 mil milhões de euros de investimentos ao abrigo do Plano de Investimento para a Europa.

 A comissão revela que aproximadamente 1 400 operações foram aprovadas ao abrigo do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), com base numa garantia orçamental da União Europeia e nos recursos próprios do Grupo BEI. Estas operações deverão gerar investimentos adicionais em torno de 514 mil milhões de euros em todos os países da UE e apoiar cerca de 1,4 milhões de pequenas e médias empresas. Quando o Conselho e o Parlamento acordaram alargar, em 2017, o âmbito e a dimensão do FEIE, o objetivo consistia em mobilizar 500 mil milhões de euros até ao final de 2020. Os fundos destinavam-se a colmatar o défice de investimento resultante da crise financeira e económica que eclodiu em 2007 e 2008.

Ao longo dos últimos anos, e sobretudo após o surto de coronavírus, as prioridades do FEIE mudaram, tendo este fundo inspirado o novo programa de investimento InvestEU, lançado pela Comissão para o período de 2021-2027, para além de já contribuir para a Iniciativa de Investimento em Resposta ao Coronavírus. O FEIE terá também um papel fundamental a desempenhar no quadro das diversas medidas preconizadas pelo instrumento NextGenerationUE para reconstruir a economia europeia na sequência do choque do coronavírus. Para o efeito, assegurará o reforço do Instrumento de Apoio à Solvabilidade, que tem por objecto prevenir a insolvência das empresas europeias.

De acordo com Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia: "O Plano de Investimento para a Europa foi coroado de êxito. Ao longo dos últimos cinco anos, o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos permitiu ao Grupo BEI financiar centenas de milhares de empresas e projectos, contribuindo assim para concretizar as nossas ambições com vista a tornar a Europa mais ecológica, mais inovadora e mais equitativa. Prosseguiremos a mesma via com o instrumento NextGenerationUE".

Werner Hoyer, o presidente do Banco Europeu de Investimento, declarou: "O FEIE pode servir de modelo a seguir no quadro das medidas a adotar em resposta à crise do coronavírus. O facto de termos superado antes do tempo o montante nominal de 500 mil milhões de euros previsto para os investimentos a realizar atesta o poder da parceria. A execução do pilar financeiro do Plano de Investimento para a Europa, elaborado pela Comissão, tem sido uma honra e um desafio para o BEI. Estivemos à altura desse desafio devido, em grande parte, à excelente cooperação entre o banco e as instituições europeias e nacionais. O êxito desta iniciativa demonstra o que a Europa pode alcançar se dispuser dos instrumentos necessários: o nosso continente tornou-se mais social, mais ecológico, mais inovador e mais competitivo. Podemos e devemos tirar partido da nossa experiência para ultrapassar a crise actual. Ajudar-nos-á a moldar uma Europa de que nos podemos orgulhar".

PUB
TURISMO
Turismo interno limita quebra de hóspedes a 82% e de dormidas a 85,2% em Junho
14 de agosto de 2020
PUB
ARRENDAMENTO
Câmara de Lisboa abre 2º concurso de Renda Acessível com 30 novas casas
13 de agosto de 2020
PUB
PUB
INTERNACIONAL
França estima impacto no turismo em cerca de 40.000 milhões de euros
10 de agosto de 2020
PUB