CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
Internacional

Empresa portuguesa geriu obra de ampliação do Aeroporto de Salvador da Bahia

12 de dezembro de 2019

A Engexpor acompanhou e geriu as obras de ampliação e remodelação do aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador da Bahia, um dos aeroportos mais movimentados do Brasil, que aumentou a sua área em mais 20 mil metros quadrados e passa a ter capacidade para 15 milhões de passageiros por ano

As obras de renovação e ampliação foram ontem inauguradas, uma intervenção que teve por objectivo fazer crescer a capacidade e segurança operacional de um equipamento que é considerado estratégico para o turismo da região. Coube à Engexpor assumir a gestão de projecto e de construção, um contrato atribuído pela operadora Vinci Airports.

Os trabalhos prolongaram-se ao longo dos últimos 20 meses, tendo a a Engexpor acompanhado a execução dos trabalhos respeitantes à primeira fase da obra, concluída em Outubro deste ano e executada pelo consórcio de empresas constituído pela Teixeira Duarte, Alves Ribeiro e Actemium, do Grupo VINCI.

Desta intervenção resultou a construção de um novo terminal de passageiros e respectivas pontes de embarque, a reformulação e modernização do terminal existente, a execução de um edifício de ligação entre o novo terminal e o existente, a ampliação do pátio para receber 26 aeronaves com 17 vagas de estacionamento, bem como a renovação e ampliação das pistas de pouso e descolagem e taxiways. As obras, realizadas com o aeroporto em operação contínua, incluem ainda um conjunto de melhorias que visam elevar os níveis de conforto dos passageiros, a circulação, o serviço de atendimento e a criação de novos espaços comercias.

No total, a área intervencionada ascendeu a 61.000 metros quadrados de Área Bruta de Construção, dos quais 20 mil metros quadrados são referentes à área expandida.

Listado entre os dez aeroportos mais movimentados do Brasil, o Aeroporto de Salvador atendeu 8 milhões de passageiros em 2018, de acordo com dados da VINCI Airports. Com as obras de ampliação, o terminal passará a ter capacidade para 15 milhões de pessoas por ano.

O investimento realizado ascende a cerca de 600 milhões de reais, correspondentes a 149,6 milhões de euros, aplicados pela VINCI Airports, uma das principais empresas globais do sector de aeroportos, que gere as operações de 46 aeroportos em todo o mundo, incluindo o de Lisboa.

 

PUB
ARRENDAMENTO
Rendas das casas aumentam 3,4% em Janeiro em termos homólogos
12 de fevereiro de 2020
PUB
PUB
PUB