CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 1 de abril de 2020
Internacional

Corum entra na Noruega através do fundo Corum XL

24 de dezembro de 2019

A Corum que já investiu, através dos seus fundos, 60 milhões de euros na aquisição de 11 imóveis em vários pontos de Portugal, entra agora na na Noruega com um investimento de 20 milhões na aquisição de uma propriedade comercial, na localidade de Elverum. A aquisição foi feita pelo fundo Corum XL e marca a entrada da Corum no mercado norueguês.

Lançado em 2017, o Corum XL já investiu em nove países, contando com mais de 12 mil subscritores. Os edifícios que são propriedade do fundo Corum XL registam taxas de ocupação física e financeira de 100%. O fundo alcançou o objectivo de performance definido.

Situada a duas horas de Oslo, a mais recente aquisição do Corum XL tem já 6 arrendatários com contratos de arrendamento com uma duração média de 9,6 anos e um rendimento líquido inicial de 6,25%.

Presentes em 16 países, os fundos Corum já investiram 2,1 mil milhões de euros desde que a sociedade gestora foi criada em 2011.

Só este ano, os dois fundos geridos pela Corum, o Corum XL e o Corum Origin, já entraram em cinco novos países. Para além da Noruega, os fundos Corum fizeram aquisições na Lituânia, Itália, Bélgica e Finlândia.

Os fundos Corum são uma forma alternativa de investir no sector imobiliário contando em conjunto com mais de 41 mil accionistas, na sua maioria aforradores particulares.

Em Portugal, a Corum já investiu, através dos seus fundos, 60 milhões de euros na aquisição de 11 imóveis em vários pontos do País, tendo inaugurado em Outubro um escritório em Lisboa. Entre os arrendatários da Corum em Portugal estão empresas como o Pingo Doce ou o Grupo Rumos.

Estes produtos referem-se a soluções de investimento imobiliário geridas pela Corum Asset Management. Adquirir acções Corum Origin ou Corum XL é efectuar um investimento imobiliário. Como qualquer investimento imobiliário, trata-se de um investimento a longo prazo, com um horizonte de investimento a 10 anos, cuja liquidez é limitada. Há o risco de perda do capital investido, os rendimentos não são garantidos e dependem da evolução do mercado imobiliário e das taxas de câmbio. A Corum não garante a revenda das acções. Como qualquer investimento, as rentabilidades passadas, não constituem garantia de rentabilidade futura.

 A Corum, sediada em Paris, iniciou a sua actividade em 2011 e gere actualmente activos avaliados em mais de 3.5 mil milhões de euros. Conta com mais de 100 colaboradores distribuídos por sete países. 

PUB
ARRENDAMENTO
Covid-19: Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês subsequente
30 de março de 2020
PUB
PUB
PUB