CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
terça-feira, 18 de Junho de 2019
ImoEmpreendedor

Reforma aos 33 anos? É possível... se investir em imobiliário

6 de Outubro de 2017

Nos EUA é habitual os jovens elaborarem estratégias profissionais para se reformarem cedo, é muito comum a utilização do Early Retirement, um plano de vida que não é muito equacionado na Europa, muito menos em Portugal. Não tendo heranças familiares, nem a sorte de ganhar a lotaria ou o euromilhões, só uma carreira profissional de sucesso pode proporcionar algum conforto financeiro e uma reforma antecipada com alguma qualidade e alguns rendimentos garantidos.

Mas existem excepções à regra, é o caso do jovem português que adopta o nome de Benjamin Davis, filho de uma italiana e de um canadiano mas nascido em Portugal, que aos 28 anos já tem definido que irá se reformar aos 33 anos. Para isso o seu percurso fixou-se no imobiliário, porque este de facto, é o investimento mais seguro e capaz de ter um retorno financeiro. "Quando digo reformar, significa poder viver de forma desafogada, dos rendimentos inerentes a esse investimento e continuar a investir", explica o investidor ao Diário Imobiliário.

Uma decisão que foi estudada aprofundadamente. Benjamin licenciou-se em engenharia informática, realizou mestrado nos EUA e doutorou-se em Matemática Aplicada numa universidade conceituada na Alemanha. Actualmente, também é docente numa universidade portuguesa mas quando terminou os estudos, decidiu que iria investigar o melhor caminho do investimento. Leu todos os livros e estudos sobre o tema, investiu na bolsa e chegou à conclusão que o melhor activo financeiro é o imobiliário. "Além de ter sempre gostado desta área, porque aprecio arquitectura, decidi começar a primeira experiência na Alemanha, onde arrendava e subarrendava para perceber como funcionava. Depois apostei no mercado português. Lisboa e Porto estão demasiado sobrevalorizados e decidi investir em regiões mais do interior e onde o mercado é mais seguro e menos propício a flutuações”, explica o jovem investidor.

Investir no interior é mais seguro

Iniciei com capitais próprios, em edifícios antigos nos centros históricos da Covilhã, Guarda, Castelo Branco. Já tem 14 unidades e um investimento na ordem dos 600 mil euros. Realiza a reabilitação e coloca no mercado de arrendamento.  O objectivo é atingir os cinco mil euros de rendimentos até aos 33 anos, para depois poder viver de alguma forma desafogado. Até ao final deste ano terá atingido os dois mil euros de rendas mensais, o que significa que o objectivo está no caminho certo.

"Sou um pequeno investidor mas seguro dos meus passos e estratégia. Para incentivar e motivar quem tem objectivos como os meus criei um blog o http://www.fromcentstoretirement.com/. Tenho seguidores de todo o mundo, recebo opiniões e também conselhos e muitos interessados em saber como investir em imobiliário em Portugal e de outros que querem também seguir este percurso. Mas acima de tudo, o meu blog é de literacia financeira, porque em Portugal temos pouca", revela o investidor.

Naturalmente, que Benjamin tem consciência que ao atingir o objectivo não irá parar, o desejo e o gosto por esta actividade falam mais forte e neste momento, a expansão é o caminho. "O meu portefólio vai aumentar e já estou a criar uma marca na área da consultoria financeira e uma empresa imobiliária mas os meus passos são seguros, não entro em deslumbramento e pretendo mostrar que o activo imobiliário é o mais seguro e rentável para quem pretende uma reforma tranquila", conclui.

PUB
ARRENDAMENTO
Porto: Câmara vai construir 170 fogos para classe média em Lordelo do Douro
11 de Junho de 2019
PUB
PUB
PUB