CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
Actualidade
Grupo francês Lauak vai instalar três fábricas de componentes aeronáuticos em Grândola Grupo francês Lauak vai instalar três fábricas de componentes aeronáuticos em Grândola

Grândola: multinacional instala fábricas para aeronáutica

23 de agosto de 2017

A multinacional francesa Lauak vai instalar, em Grândola, no distrito de Setúbal, três fábricas de componentes para a indústria aeronáutica, num investimento de cerca de 25 milhões de euros, revelou hoje um responsável do grupo.

Em declarações à agência Lusa, o director-geral da Lauak Portuguesa, Armando Gomes, revelou que as três unidades industriais vão produzir materiais compósitos, peças de alumínio quinadas e portas da bagageira de carga.

O contrato de promessa de compra e venda dos terrenos na Zona Industrial Ligeira (ZIL) de Grândola para a construção das fábricas foi assinado hoje entre os representantes da multinacional francesa e do município.

O director-geral da Lauak Portuguesa referiu que uma das fábricas, a de materiais compósitos, será "uma filial" de uma empresa do centro de França que foi recentemente adquirida pela Lauak, indicando que uma outra unidade vai produzir "peças em alumínio quinadas de uma maneira automatizada e robotizada".

A terceira, adiantou o responsável, será uma unidade de fabricação de "uma porta da bagageira de carga do avião Airbus A320neo", nomeadamente "peças grandes com formas complexas e revestimentos", na sequência de um novo contrato assinado com aquela construtora aeronáutica.

O director-geral da Lauak Portuguesa disse que o investimento foi "inicialmente calculado em 22,7 milhões de euros", mas realçou que o valor do projecto "vai subir", devido à necessidade de aquisição de máquinas, para "próximo dos 25 milhões de euros".

Armando Gomes afirmou que a Lauak "tem pressa" no arranque da laboração das fábricas e que "o início da laboração tem que ser em Janeiro de 2019", devido aos compromissos assumidos pela multinacional nos contratos.

Quanto ao número de postos de trabalho a criar, o responsável assinalou que, numa primeira fase, as unidades vão dar emprego a cerca de uma centena de pessoas, prevendo que, em 2021, as fábricas tenham entre 200 e 250 trabalhadores.

As unidades da Lauak vão ocupar "um terreno de mais de 40 mil metros quadrados", situado na ZIL de Grândola, precisou o Presidente da Cãmara de Grândola, indicando que foi necessário negociar a deslocação de outras empresas com as quais o município já se tinha comprometido em vender lotes.

Figueira Mendes revelou que a câmara está a negociar a instalação no concelho de uma empresa de formação profissional na área da metalomecânica, que vai preparar os futuros trabalhadores das fábricas da Lauak.

O grupo francês já possui uma fábrica de componentes para a indústria aeronáutica em Setúbal, que emprega cerca de 430 trabalhadores e que produz componentes para a Airbus e Embraer, entre outras construtoras.

PUB
ARRENDAMENTO
Rendas das casas aumentam 3,4% em Janeiro em termos homólogos
12 de fevereiro de 2020
PUB
PUB
PUB