CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Actualidade
A  maior feira de construção e obras públicas abre hoje portas

A maior feira de construção e obras públicas abre hoje portas

16 de maio de 2018

A 20ª edição da Tektónica, a maior feira do país na área da construção e obras públicas, inicia hoje na FIL, em Lisboa e conta com Pedro Marques, Ministro do Planeamento e Infraestruturas.

Pedro Marques figurará no painel da abertura do Fórum da Construção, pelas 16h00, ao lado do Presidente da Fundação AIP, Jorge Rocha de Matos e do Presidente da CPCI, Manuel Reis Campos.

Dividido em três painéis, este Fórum aborda temas como “Reabilitação Urbana ferramentas de financiamento”, “O mercado USA” e “A Indústria 4.0 na construção”.

A Feira Internacional de Construção e Obras Públicas realiza-se na FIL de 16 a 19 de Maio com um aumento de 20% de expositores, prova do crescimento do sector em Portugal. Entre as novidades destaca-se o desenvolvimento de uma app que conterá toda a informação da planta e expositores do evento, uma tentativa de reduzir a pegada ecológica do evento. Este é, aliás, um dos temas que mais será debatido nesta edição da Tektónica: sustentabilidade no sector da construção, com a mostra de soluções e produtos mais eco-friendly e Conferências que se debruçarão sobre o tema.

A internacionalização do sector também se encontra em franca expansão, com o segmento de Hosted Buyers, compradores internacionais, a ser demonstrativo do interesse de vários mercados em produtos, materiais e equipamentos nacionais. Para além da Europa, marcam presença este ano os E.U.A., os países nórdicos e países estreantes como, por exemplo, a Islândia.

O Diário Imobiliário como parceiro da Tektónica estará presente no Pavihão 1 no Stand 1A10.

PUB
TURISMO
Proença-a-Nova reabilita Praia Fluvial da Aldeia Ruiva
26 de fevereiro de 2021
ARRENDAMENTO
Aprovada proposta que permite ao fisco ceder dados para validação do Apoiar Rendas
26 de fevereiro de 2021
PUB
PUB
INTERNACIONAL
FIFA world Cup Qatar 2022: construção de 7 estádios já levou à morte de mais de 6.500 trabalhadores migrantes
24 de fevereiro de 2021
PUB