CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
domingo, 15 de dezembro de 2019
Entrevistas

Os investimentos imobiliários serão sempre seguros

13 de novembro de 2019

Para Júlio Delgado, CEO do Ombria Resort, Portugal continua a ser um destino no topo das preferências do investimento residencial e assegura que os portugueses estão a regressar à compra de segundas casas. O responsável adianta ainda que está a nascer no Ombria a casa de férias ideal para as famílias portuguesas.

O Ombria Resort, é promovido pelo grupo finlandês Pontos Group, está implantado num terreno de 153 hectares, entre Querença e Tôr, a 8 km de Loulé. O novo resort marca a chegada à Europa da prestigiada marca de luxo norte-americana  Viceroy Hotels & Resorts, num investimento que ascende a mais de 260 milhões de euros, nas três fases previstas.

O que representa este empreendimento para o Algarve?

O nosso objectivo é que o Ombria Resort contribua para o desenvolvimento do interior algarvio e para a redução da sazonalidade do turismo algarvio. Estamos inseridos na zona do Barrocal, uma zona de baixa densidade populacional e com dificuldades em fixar a população. Temos a expectativa de criar postos de trabalho fixos, aumentar o rendimento das famílias, estimular a economia local e os negócios que já existem, por exemplo, o artesanato ou os restaurantes. Um estudo feito pela Universidade do Algarve estima um impacto muito positivo para a nossa região: de 22,2 milhões de euros de encaixe fiscal para a administração local, 300 novos postos de trabalho, dos quais 15% serão profissionais com nível de educação superior, quando o resort estiver a funcionar em pleno.

Como tem sido o impacto desde que foi apresentado? Já existem interessados e vendas efectuadas ainda antes do início da construção?

Sim, fizemos o pré-lançamento da comercialização da primeira fase este Verão e, de momento, 15% das Viceroy Residences estão reservadas. Estes apartamentos estão integrados no hotel Viceroy de 5 estrelas, que está rodeado pelo campo de golfe de 18 buracos que já está concluído. A construção do hotel Viceroy e das Viceroy Residences está prestes a iniciar-se e estará concluída no final de 2021.

Esta primeira fase de Branded Residences, para uso próprio e exploração turística, é muito interessante para investidores. As maiores vantagens para os proprietários destas ‘Viceroy Residences at Ombria Resort’, são 1) a garantia de qualidade do design e arquitectura associada a um projecto assinado por uma marca de luxo internacional e 2) ao potencial de rentabilidade superior às alternativas non-branded. São apartamentos turísticos totalmente mobilados e equipados, cujos proprietários poderão usufruir das instalações e serviços do hotel, o que inclui spa, ginásio, 6 restaurantes e bares, loja gourmet, kids club, observatório astronómico, piscinas exteriores aquecidas e uma piscina interior.

A diferença entre comprar aqui ou comprar um apartamento indiferenciado no Algarve é que as nossas têm um potencial de rendimento de aluguer e valor de revenda superiores, e sem trabalho ou preocupações, pois a manutenção do apartamento e gestão das reservas e dos alugueres é inteiramente assegurada por uma marca de luxo de renome internacional, a Viceroy Hotels & Resorts. Temos tanta confiança neste conceito e nesta marca, que garantimos um retorno de arrendamento anual de um mínimo de 5% líquido, nos primeiros cinco anos. Os proprietários podem utilizar o seu apartamento até 70 dias por ano, usufruindo de todas as instalações e serviços do hotel Viceroy e vários benefícios exclusivos. Os restantes 295 dias do ano, o apartamento é arrendado a turistas e esse rendimento é para o proprietário.

Estamos a falar de Branded Residences cujos valores de compra começam nos 300 mil euros. Isto significa que ao fim dos primeiros cinco anos, um proprietário já ganhou um mínimo de 75 mil euros. É um quarto do valor investido. Se compararmos com investimentos quer no mercado financeiro quer no monetário, o retorno do investimento nesta oferta imobiliária pode ser muito superior.

Quem mais tem procurado o Ombria? Os estrangeiros dominam ou também tem existido interesse por parte dos portugueses?

Sim, temos tido muito interesse de investidores estrangeiros mas também temos um grande interesse dos investidores portugueses. Na verdade, está a nascer no Ombria a casa de férias ideal para os portugueses. Imagine chegar à sua casa no Algarve e ter tudo pronto para usar e, no tempo em que não usufrui do apartamento, ter um elevado rendimento.

Acredita que quando o empreendimento estiver construído o mercado ainda vai manter-se atractivo?

Sim. A primeira fase do Ombria Resort vai estar pronta até final de 2021. Todos os indicadores do mercado imobiliário apontam para um crescimento sustentado da procura e para a subida continuada dos preços ao longo dos próximos anos, sobretudo no sector do imobiliário de luxo. Por outro lado, não existem actualmente muitos outros investimentos imobiliários em Portugal que reúnam as características do Ombria, ou seja, com apartamentos turísticos novos geridos por uma marca internacional e integrados num projecto com hotel de 5 estrelas e campo de golfe.

Como vê a evolução do mercado para os próximos anos?

A procura internacional por este tipo de propriedades continua a aumentar, Portugal continua a ser um destino no topo das preferências do investimento residencial por causa da qualidade de vida, segurança e experiências que temos. Um relatório recente demonstra uma valorização de mais de 10% do metro quadrado em resorts do Algarve. No eixo Loulé-Albufeira, onde nos encontramos, esse relatório (Portuguese Resorts Market Report 2019 – 1st Semester) refere que o preço do metro quadrado atingiu no primeiro semestre de 2019 o valor de 4,7 mil euros. Acreditamos que os investimentos imobiliários serão sempre seguros e no momento actual muito mais vantajosos do que qualquer outro tipo de investimento, sobretudo se falarmos de branded residences como as que estamos a desenvolver no Ombria Resort com um rendimento superior à média. Acreditamos que os próximos anos vão ser bons.

Considera que o turismo residencial no Algarve continuará a ser atractivo?

Claro que sim. Portugal e o Algarve, em particular, têm uma série de factores que nos distinguem de todos os outros destinos e que vão do clima, boas acessibilidades, segurança e paz social à qualidade dos produtos alimentares e ambiental. No Ombria Resort damos grandes destaque ao estilo de vida autêntico que propomos, próximo da natureza, próximo dos ritmos biológicos. Penso que o futuro do turismo residencial no Algarve passa por projectos como o Ombria Resort, um espaço aberto à comunidade, sem muros, com um grande respeito pelas tradições e com um extremo cuidado com o meio ambiente. A sustentabilidade do turismo residencial induz a sustentabilidade social e ambiental. Se o Algarve conseguir garantir esses factores, o investimento em turismo residencial vai continuar a ser sempre interessante.

Claro que o contexto político em que vivemos também nos faz pensar num futuro generoso para o Algarve. O melhor exemplo é o Brexit e a maior quota de mercado de compradores de imobiliário de luxo no Algarve continua a ser a dos britânicos.

Existe especulação de preços. Verifica-se também no Algarve? Como se posiciona o Ombria neste campo?

Os preços do imobiliário no Algarve têm vindo a aumentar, embora nos últimos meses a taxa desse aumento tenha vindo a estabilizar-se, de acordo com relatórios recentes. No Ombria Resort, como estamos no início do projecto, temos uma oferta limitada e estamos a contribuir para o desenvolvimento da região, é natural que os preços aumentem gradualmente à medida que o resort se for desenvolvendo ao longo dos anos. O Ombria Resort terá mais duas fases e contamos acrescentar mais equipamentos, tais como um centro desportivo. Queremos que este resort, à imagem do Grupo Pontos, o promotor, seja um projecto para várias gerações. E queremos que os proprietários tenham este mesmo sentimento: que as suas propriedades no Ombria Resort sejam as suas casas de família, para filhos e netos e os que vierem a seguir.

http://www.diarioimobiliario.pt/Turismo/Viceroy-Residences-at-Ombria-Resort-distinguido-nos-European-Property-Awards

http://www.diarioimobiliario.pt/Turismo/Estado-Portugues-podera-encaixar-153-M-com-o-Ombria-Resort

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Sustentabilidade/Ombria-Resort-com-um-dos-maiores-sistemas-de-geotermia-Ibericos

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Fundo-finlandes-investe-mais-de-260-milhoes-no-Barrocal-algarvio

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Ficamos-muito-decepcionados-com-a-lentidao-da-burocracia

http://www.diarioimobiliario.pt/Actualidade/Loule-apos-20-anos-Ombria-Resort-vai-arrancar

PUB
ARRENDAMENTO
Já é possível concorrer a uma Casa de Renda Acessível em Lisboa
12 de dezembro de 2019
PUB
PUB
PUB