CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
quarta-feira, 27 de outubro de 2021
Actualidade
 2020: apenas 15 concelhos no país registaram um maior número de nascimentos do que de óbitos.

 2020: apenas 15 concelhos no país registaram um maior número de nascimentos do que de óbitos.

14 de julho de 2021

Os números traduzem o envelhecimento da população e a falta de estímulos à natalidade. Do total dos 308 concelhos apenas 15 tiveram um saldo natural positivo.

Portugal tem 308 municípios, 278 no Continente, 11 na Madeira e 19 nos Açores. Mas quase todas são a imagem do país, com uma população envelhecida onde as políticas de estímulo à natalidade e à família, quer por parte do Estado central quer das autarquias, são ineficazes ou inexistentes.

A população residente em Portugal, a 31 de Dezembro de 2020, foi estimada em 10 298 252 pessoas, mais 2 343 pessoas que em 2019. Mas este ligeiro crescimento deve-se ao saldo migratório de 41 274 pessoas (44 506 em 2019), que compensou o saldo natural negativo, agravado em 2020 para -38 931 (-25 214 em 2019).

E dentro deste panorama desoladore, é o interior quem sofre com a baixa de residentes.

A Marktest adiantou números sobre a evolução demográfica nos 308 concelhos asssinalando o dia 11 de Julho, o Dia Mundial da População.

Os resultados das estimativas da população do INE, disponíveis no sistema de geomarketing Sales Index da Marktest e na sua aplicação web Municípios Online revelam que, em 2020, residiam no país um total de 10 298 252 indivíduos, 53% dos quais mulheres.

Lisboa, com 509 614 habitantes, é o concelho mais populoso do país, a que se seguem Sintra, Vila Nova de Gaia, Porto e Loures. No total, residem nestes cinco concelhos mais de 1,6 milhões de indivíduos.

 

Não fora os migrantes e ainda seríamos menos e mais envelhecidos...

No mesmo ano, nasceram um total de 84 mil bebés e morreram mais de 123 mil indivíduos, observando-se assim um saldo natural negativo de cerca de 39 mil indivíduos - refere-se na análise da Marktest.

Em termos absolutos, e ainda segundo a Marktest, “foi no concelho de Sintra que se registou uma maior diferença positiva, com o número de nascimentos a superar em 698 o número de óbitos. Seguido dos concelhos de Odivelas, Albufeira, Braga e Amadora.

Pelo contrário, no concelho de Lisboa registou-se a maior diferença negativa, com o número de óbitos a superar em 1651 o número de nascimentos. O Porto também registou um défice superior a um milhar (-1317), a que se seguiram os concelhos de Vila Nova de Gaia, Almada e Coimbra.

Em termos relativos (em relação à população de cada concelho), o estudo refere que “o saldo natural positivo foi mais elevado nos concelhos de Albufeira, Ribeira Grande, Câmara de Lobos, Lagoa (Região Autónoma dos Açores) e Sintra, contrariamente aos concelhos de Alcoutim, Idanha-a-Nova, Arronches, Gavião e Mora, onde este saldo foi proporcionalmente mais baixo (e negativo)”.

PUB
PUB
TURISMO
Alojamento e Restauração com maior proporção de novas contratações no 2º trimestre
27 de outubro de 2021
ARRENDAMENTO
Procura de famílias estrangeiras que fixam residência em Portugal impulsionam mercado de arrendamento
27 de outubro de 2021
PUB
PUB
INTERNACIONAL
Novo Fundo de Investimento da Sonae Sierra adquire cinco supermercados na Alemanha
26 de outubro de 2021
PUB