Cortiça portuguesa acolhe Festival Eurovisão da Canção 2018

08 de Maio de 2018

Blocos de aglomerado de cortiça expandida estão espalhados no espaço Eurovision Village, do Festival Eurovisão da Canção, no Terreiro do Paço, em Lisboa. O projecto da cenografia do lounge, foi desenvolvido pelo estúdio Mood e contou com o apoio da Corticeira Amorim, através da Amorim Isolamentos.

Cristina Andrade, Coordenadora da Eurovision Village, salienta que "selecionamos a cortiça para este espaço por ser uma matéria-prima portuguesa. A esta questão, que num evento com estas características poderia por si só justificar a sua utilização, junta-se o facto de este ser um material 100% ecológico, confortável, multifunções, ou seja, versátil, e esteticamente muito bonito, que tem associado uma enorme riqueza."

"Com este conjunto de argumentos, facilmente conseguimos convencer a organização internacional do Eurovision Song Contest que a cortiça era o material ideal para o espaço e envolver a Amorim Isolamentos, cujo apoio foi essencial para o resultado que agora vemos", esclarece.

Para Rita Muralha e Raul Santos, que lideram o estúdio Mood, para a elaboração do projecto da área lounge e esplanada do Eurovision Village, a colaboração com a Amorim foi decisiva. "Utilizámos os blocos de cortiça prensada, normalmente destinados a isolamento, e criámos muretes e mobiliário. Estes blocos, maciços e autoportantes, são ideais para este tipo de projeto efémero dadas as suas características. Podem quase funcionar como um LEGO gigante, dando um aspeto final muito contemporâneo. Para além disto, é um material português de excelência, 100% natural. Também isto, dado que o projeto está integrado num evento de grande visibilidade internacional, faz todo o sentido para divulgarmos e promovermos o que se faz no nosso país", revelam as criativas.

Nos últimos anos, o aglomerado de cortiça expandida tem vindo a afirmar-se como uma matéria-prima de excelência para projectos de design de interiores. Tem também sido usado em inúmeros eventos que, feitos a partir de Portugal, são de grande projecção internacional. São exemplos o Archi Summit, um projecto que juntou Manuel Aires Mateus e o estúdio de arquitectura SAMI na famosa pala do Pavilhão de Portugal, a Praça de Verão de José Neves para o CCB ou a Moda Lisboa, um projeto também liderado pelo estúdio Mood.

Carlos Manuel Oliveira, Diretor Geral da Amorim Isolamentos refere ser "de novo uma satisfação ver a cortiça, um material iminentemente nacional e de grande qualidade, num evento que acolherá as comitivas de todo o mundo que, desta forma, poderão estar em contacto com esta matéria-prima. O Festival Eurovisão da Canção projecta Portugal e a sua cultura, pelo que nos pareceu natural a associação da cortiça ao evento".