Olhar o território numa lógica de mercado

09 de Julho de 2018

Seja uma cidade, uma região ou um país, o marketing territorial permite-nos olhar para uma realidade geográfica e todas as suas componentes ou características específicas numa lógica de mercado.

É neste contexto que surge o workshop 'Marketing Territorial Turístico' que se irá realizar no próximo dia 19 de Julho, pelas 18h00, na Casa do Tempo, em Cabeceiras de Basto, uma iniciativa inserida no programa cultural 'Mosteiro de Emoções', que até Julho de 2019 oferece mais de duas dezenas de iniciativas desenvolvidas em três eixos temáticos: Cultura/Artes Performativas, Gastronomia/Sabores e Saúde e Bem-Estar.

Este evento vai permitir olhar a paisagem, o meio envolvente numa lógica de mercado e que para a organização "permite-nos identificar e valorizar aspectos e variantes que de outra forma, seriam dificilmente agregados e compreendidos. A baixa densidade populacional, por exemplo, maioritariamente vista como negativa e sinónimo de desertificação, também pode significar mais liberdade, mais espaço para oportunidades e menos poluição para as pessoas, em relação aos bens e serviços disponíveis naquela área. Podemos assim, aplicar de forma objectiva e prática uma leitura de mercado, a um espaço geográfico, ou a uma região, como se fosse um produto. E assim identificar, usar de forma diferenciada e controlar, as suas variantes de marketing mix, de modo a optimizar os recursos existentes, quer humanos, quer económicos, quer tecnológicos de modo a ir ao encontro da plena satisfação dos diversos públicos".

O workshop reunirá um painel de especialistas composto por António Azevedo, Ana Kankura Salazar e Bruno Sousa.

O programa 'Mosteiro de Emoções' tem como elemento central o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, magnífico monumento beneditino em Cabeceiras de Basto.