Concessão do Hotel Turismo da Guarda já assinada

05 de Maio de 2018

O contrato de concessão de recuperação do Hotel de Turismo da Guarda ao grupo MRG foi assinado ontem, prevendo-se um investimento total de cerca de sete milhões de euros, informou a Secretaria de Estado do Turismo. O contrato foi assinado pelo “presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, e pelos representantes do consórcio MRG Property e MRG Construction”, refere o gabinete da Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

A concessão é feita por 50 anos, no âmbito do programa Revive, e estima-se que o investimento total para a recuperação do edificado seja de cerca de sete milhões de euros, acrescentou.

«O consórcio compromete-se a construir uma unidade hoteleira neste imóvel que ocupe no mínimo 55% da área bruta de construção», estando previsto um «boutique hotel, de quatro estrelas, ligado ao tema da neve, com 50 quartos e com outras valências como spa (que estará acessível igualmente aos residentes no município) e restaurante», sublinha o gabinete da Secretária de Estado do Turismo.

A nova unidade vai ter também uma vertente de formação.

O hotel de Turismo da Guarda, devoluto desde 2012, foi projectado em 1940 pelo arquitecto Vasco Regaleira e concluído em 1958, durante o Estado Novo, sendo um dos edifícios mais emblemáticos da cidade da Guarda.