iad Portugal contesta “gap de mercado” da Confidencial Imobiliário

14 de Março de 2019

A iad Portugal afirma em comunicado “que o rácio entre o ‘asking price’ e o valor real da transacção de venda de um imóvel é de 4,42% a nível nacional. Uma percentagem bastante abaixo daquela revelada pelo Confidencial Imobiliário, que se situa nos 22%”.

O chamado “gap (diferencial) de mercado” mede a distância percentual entre o preço médio das vendas realizadas e o valor médio da oferta disponível no mercado. Aquela rede de consultores imobiliários independentes conclui que a “iad Portugal coloca à venda os seus imóveis ao preço ideal do mercado”....

De acordo com os dados da iad Portugal, o distrito dos Açores foi onde esse valor se revelou mais elevado, atingindo os 14,9%. No extremo oposto, refere o distrito de Aveiro com 1,95% de desconto implícito no preço de fecho do negócio. No distrito de Lisboa, verificou-se um desconto médio de 5,2%. Já no concelho de Cascais o valor revelado pela rede de mediação foi de 8,82% e no concelho de Lisboa 5,03%. No distrito de Faro, o valor registado foi de 3,77%, verificando-se o máximo de 9,84% no concelho de Albufeira e o mínimo de 1,17% no concelho de Lagos. Já no Porto, o valor médio foi de 3,58%, oscilando entre os 1,77% da Maia e os 9,59% de Matosinhos. No concelho do Porto o valor cifrou-se em 2,44%.

A rede de mediação, através de declarações de Alfredo Valente, Director-geral da iad Portugal, revela, no entanto, que tem “a expectativa de que no primeiro semestre de 2019 o gap entre o asking price e o valor real da transacção tenda a aumentar, já que a crescente prudência do lado dos compradores contrasta com algum excesso de optimismo dos vendedores”.

Fundada em França, rede de consultores imobiliários independentes iad, chegou a Portugal em 2015 e conta com 700 consultores a actuar em todo o território nacional.