Santander Totta: Crédito à habitação subiu 24%

07 de Novembro de 2018

A produção de crédito a habitação ascendeu a 24%, anunciou hoje o banco Santander Totta, na apresentação dos resultados relativos aos primeiros nove meses do ano.

No relatório verifica-se que a produção de crédito à habitação mantém-se muito dinâmica com um crescimento até Setembro de 24%, relativamente ao período homólogo, e uma quota de mercado de 22% (até ao final de Agosto).

Já na evolução dos montantes contratados de crédito pessoal continua a beneficiar do “CrediSimples”, oferta inovadora, lançada em Janeiro de 2017, disponível exclusivamente nos canais digitais, e que representou 29% da produção. O crédito concedido ao segmento de Negócios/PME’s foi superior ao do período homólogo em 14%, muito sustentado pelo alargamento da base de clientes com crédito.

“Os primeiros nove meses do ano mostram um crescimento sustentado e rentável da actividade do Banco, com os Recursos a subirem 22% e o Crédito 17%. A Margem Financeira cresce 26,9% e o resultado líquido atinge 385 milhões de euros, resultados estes que foram integralmente obtidos em Portugal", revelou António Vieira Monteiro, Presidente Executivo do Banco Santander Totta.

O responsável adiantou ainda que a integração tecnológica e operacional do ex-Banco Popular Portugal, em Outubro foi concretizada com sucesso.

"Mantemos um forte apoio ao desenvolvimento da economia portuguesa, que fica bem patente nas elevadas quotas de produção de crédito a empresas e habitação, - respectivamente 19% e 22,2% - que representam hoje um quinto do total do mercado. O número de clientes de Banco principal cresceu 7% em particulares, e 30% em empresas. Os números da transformação digital evidenciam o nosso foco nesta área, tendo o Banco já hoje cerca de 650 mil clientes digitais, o que representa 42% dos clientes activos, explicou.