O Atelier Ventura Trindade 2013 - 2015

16 de Março de 2017

O atelier foi criado em 2005 por João Maria Ventura Trindade, Arquitecto pela ESBAL/ FAUTL e colaborador do atelier de João Luís Carrilho da Graça entre 1993 e 2002, tendo sido seu coordenador a partir de 1998.

No final da década deste milénio, o atelier comprou um espaço onde durante muitos anos funcionara uma marcenaria,  ali bem perto da Avenida da Liberdade: o trabalho aumentara e o número de colaboradores também... Assim nasceu este projecto de arquitectura contada pelos próprios:

 

Um “sonho” transformado em projecto

“Entre meados dos anos 20 e os anos 40 do séc.XX, Joaquim Norte Júnior projectou três edifícios relativamente desconhecidos junto à Av. da Liberdade, em Lisboa, transitando entre um decorativismo romântico próprio dos primeiros anos do século passado, e uma depuração formal assumidamente modernista no último dos edifícios do conjunto.

O primeiro desses projectos contém uma passagem semi-pública que liga a Rua Rodrigues Sampaio à Rua Camilo Castelo Branco, pelo interior do quarteirão, terminando em frente ao atravessamento idêntico que integra o complexo da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, projectada 20 anos depois por Nuno Teotónio Pereira e Nuno Portas (1962 a 1967), redesenhando a vereda que descia desde a Avenida da Liberdade à Rua de Santa Marta.

 

De um espaço de marcenaria… nasceu um atelier de Arquitectura

O espaço, de planta quadrada com aprox. 25 x 25 metros é fortemente marcado pela presença da estrutura de vigas e pilares em betão armado, que suportam os 6 pisos superiores, e organizam as diferentes áreas de trabalho do atelier. Uma mezzanine divide a meio a faixa traseira da grande sala hipóstila com 5 m de altura. Sob a rampa de acesso, que permite a circulação automóvel ao interior do quarteirão, inscreve-se a sala de reuniões e o arquivo.

O projecto consistiu na reabertura dos vãos voltados ao pátio e na intensiva infraestruturação do antigo armazém de modo a permitir o seu uso como atelier de arquitectura, mas ocultando a presença de qualquer tecnologia, deixando ler o espaço na sua matriz fundacional. Em contraste com o pavimento em betão, a presença da madeira nos painéis acústico do tecto, estantes e divisórias retoma a memória da antiga marcenaria que funcionou neste espaço.

 

Muitos prémios e consagrações

Ao longo dos seus doze anos de existência o atelier Ventura Trindade recebeu vários, prémios, galardões e distinções. Em 2009 recebeu o prémio FAD ARQUITECTURA – Barcelona, com o projecto da Estação Biológica do Garducho, o seu primeiro projecto público construído. Foi igualmente premiado na VII BIENAL IBEROAMERICANA DE ARQUITECTURA 2010 – Medellin, Colômbia.  Foi finalista dos prémios AR AWARDS 2009 atribuídos em Londres no Royal Institute of British Architects, bem como do Prémio SECIL de Arquitectura 2011, do Prémio IAKOV CHERNIKHOV 2010, da Fundação ICIF, Moscovo, para arquitectos com menos de 40 anos, do Prémio ARCHITETTURA SOSTENIBILE 2011 da Universidade de Ferrara, Itália e do Prémio MIES VAN DER ROHE 2011, da Fundação Mies van der Rohe, Barcelona. Em 2014 recebeu, conjuntamente com Inês Lobo - arquitectos lda, o prémio nacional de reabilitação IRHU 2013, outorgado pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, cujo júri foi liderado pelo Arq. Eduardo Souto de Moura.

Fez parte da selecção de oito ateliers portugueses que representou Portugal no âmbito do UIA2011 Tokyo – 24th World Congress of Architecture e da 9ª Bienal Internacional de Arquitectura de São Paulo, Brasil, na exposição e ciclo de conferências “Tradition is Innovation”.

Fotografias: Ricardo Oliveira Alves – Architecture Photography

arquitectura 

VENTURA TRINDADE, ARQUITECTOS/ João Maria Trindade

com

Filipe Nunes, João Veiga, Marcelo Moreira e Silva, Vasco Nobre Lopes, Pedro Maria RIbeiro, Ana Pedro

Ferreira, Cláudio Velez, Paulo Monteiro

Engenharia

PRPC, ENGENHEIROS (estruturas, hidráulica e coordenação de infraestruturas)

Paulo Cardoso, com Carlos Certal

OMHSÔR (inst. eléctricas, iluminação e segurança)

João Mira

ESPAÇO ENERGIA (climatização, redes de fluídos)

Rui Batista, Augusto Macedo

Construção

CARVALHO & GOMES FIGUEIREDO

e outros