CONSTRUÍMOS
NOTÍCIA
sexta-feira, 19 de Julho de 2019
Entrevistas
Isabel Ravara, administradora do Siimgroup

A ‘terra’ sempre constituiu um valor de investimento seguro

15 de Outubro de 2015

Chegou ao sector imobiliário em 2001 e nesse ano transaccionou 40 imóveis por mês e em 2015 já ultrapassou os 111 mensais. O volume de negócios anual dos imóveis transaccionados passou de 47 milhões de euros, em 2010, para 140 milhões de euros em 2015. Um crescimento que se justifica pela aposta no mercado de luxo que só em 2014 representou 13% do número global de imóveis transaccionado.

Mas o Siimgroup pretende acima de tudo evidenciar-se pelo facto de trabalhar em grupo. Na verdade, o Siimgroup  é um grupo de empresas que actuam no mercado imobiliário com competências específicas na mediação imobiliária, consultoria financeira, gestão de arrendamento,  intervenção urbana e apoio a investidores estrangeiros. Na mediação imobiliária actuam sob a insígnia RE/MAX, no mercado de luxo com a designação Collection e ainda com a marca Countryside, que centra a sua especialização na mediação imobiliária de compra e venda de propriedades rurais e agro-business, em parceria com o grupo Euroeste.

Isabel Ravara, administradora do Siimgroup em entrevista ao Diário Imobiliário revela como se trabalha em grupo no sector.

O que define o SIIMGROUP no mercado imobiliário e o que o diferencia?

O Siimgroup é um grupo imobiliário com cerca de quinze anos, caracterizado por integrar diversos serviços habitualmente associados a transacções imobiliárias, nomeadamente obras, gestão de arrendamentos, consultoria financeira e captação de investimento estrangeiro.

Tem como domínios de especialização a comercialização de activos imobiliários na grande Lisboa e linha de Cascais, a comercialização de Herdades e outras soluções rurais e a comercialização de imóveis de Luxo, através do seu segmento específico Remax Collection.

O Siimgroup enquanto grupo de lojas de mediação da marca Remax lidera a posição da marca na linha de Cascais e é o grupo responsável pelo maior número de transacções imobiliárias em Lisboa.

A empresa evoluiu o seu conceito de acolhimento e integração de profissionais do mercado, contando de momento com uma estrutura fixa de 30 pessoas de diversas valências cujo principal objectivo é coadjuvar acompanhar e garantir um serviço de excelência da equipa de 144 comerciais que actualmente desenvolvem connosco a sua actividade comercial.

 Qual a necessidade de actuar em grupo de forma integrada a trabalhar isolado?

Enquanto grupo que integra a maior rede imobiliária Nacional, tal facto permite-nos uma proximidade estratégica e funcional com mais de 200 empresas de mediação imobiliária e mais de 3.400 comerciais. Esta proximidade tem sido determinante nos nossos resultados, a partilha interna de informação e consequentemente de negócios representa cerca de 45% das nossas transacções.

De igual modo o facto de termos uma equipa interna com alguma dimensão, permite uma elevada proximidade quotidiana, resultando em constante partilha de informação, quer relativa a imóveis quer relativa a compradores.

Que grandes negócios já foram concretizados?

Em 2015 o SIIMGROUP tem realizado cerca de 111 transacções imobiliárias por mês, das quais cerca de 18% (20 transacções /mês) são relativas a activos de valor superior a 400.000,00€.

Mensalmente transaccionamos imóveis de valor superior a um milhão de euros, relativamente a detalhes sobre transacções que efectuamos a nossa prática é a de independentemente do valor, preservar a confidencialidade de cada transacção.

Como vê o crescimento do mercado imobiliário?

Portugal é cada vez mais identificado com um vasto teor de boas qualidades, Lisboa em particular é considerada uma das melhores Capitais Europeias para se viver.

O meio rural tem diversas Casas, Quintas e Herdades que têm vindo a  conhecer uma crescente procura, a ‘terra’ sempre constituiu um valor de investimento seguro e Portugal tem criado infraestruturas que lhe permitem aumentar a produtividade e tornar a agricultura uma actividade relevante, altamente profissionalizada e sustentável.

Se estes aspectos coabitarem com tranquilidade social e politica, seguramente o nosso mercado imobiliário conhecerá significativo crescimento.

Quais as potencialidades em actuar no mercado de luxo?

Em Lisboa, onde concentramos parte significativa da nossa operação dedicada ao Luxo, a reconversão de imóveis antigos, a par da escassa construção de activos novos no centro da cidade, tem vindo a gerar soluções imobiliárias que se enquadram nesse segmento.

Obviamente tal facto deve-se a elevados valores de investimento acompanhados de uma crescente procura nacional e em especial estrangeira as quais têm demonstrado a solidez necessária para que o segmento de Luxo, Collection na Remax, seja por nós continuamente desenvolvido como segmento específico de mercado.

PUB
ARRENDAMENTO
Lisboa abre candidaturas ao subsídio de arrendamento
16 de Julho de 2019
PUB
PUB