Suíça: Gonçalo Byrne projecta "Cidade da Música" em Genebra

12 de Outubro de 2017

Uma equipa liderada pelo arquitecto português Gonçalo Byrne e pelo suíço Pierre-Alain Dupraz ganhou um concurso internacional para a construção de uma "Cidade da Música", em Genebra, na Suíça.

Ao concurso promovido pela cidade suíça concorriam 18 equipas, algumas delas com nomes relevantes da arquitectura mundial, caso dos britânicos Norman Foster e David Chipperfield.

O novo complexo dedicado à música vai incluir um edifício para acolher o conservatório de música, a sede da orquestra Suisse Romande, e vários auditórios - um deles com 1.700 lugares - para concertos de diversas dimensões.

"Estou muito contente com esta escolha. É uma excelente notícia porque, apesar de Portugal estar bastante parado na construção, continuamos a participar em concursos no estrangeiro e a ganhar", comentou o arquitecto Gonçalo Byrne à agência Lusa.

A equipa vencedora para criar a "Cidade da Música", liderada por Gonçalo Byrne e Pierre Alain Dupraz, conta ainda com os portugueses João Nunes e Rui Furtado. A parte acústica é da responsabilidade da Nagata Acoustics, que possui no seu curriculum obras como a ElbPhilharmonie de Herzog & de Meuron, em Hamburgo, ou o Walt Disney Concert Hall de Frank Gehry, em Los Angeles.

As maquetas dos 18 projectos candidatos estarão em exposição a partir do dia 30 de Outubro no Pavillon Sicli, em Genebra. Segundo a imprensa suíça, os 28 membros do júri, presidido pelo arquitecto francês Dominique Perrault, tiveram uma tarefa dura para analisar ao detalhe os projectos concorrentes para escolher o eleito, mas importa realçar que, segundo essa mesma imprensa, o voto foi unânime.

Linhas limpas, brancas, vidro e metal, sobriedade e elegância despojada, assim será a “Cité de la Musique”. Ela será parte da tradição e não da exuberância arquitectónica – diz quem teve a oportunidade de a analisar. O público em geral só terá acesso às imagens do projecto na próxima 3.ª Feira…

O complexo deverá ser inaugurado em 2022, sendo uma encomenda de uma associação constituída para o efeito, da qual faz parte a cidade de Genebra e o cantão suíço.

Nascido em Alcobaça, em 1941, Gonçalo Byrne assinou, entre outros, os projectos para a Reitora da Universidade de Aveiro, o Teatro das Figuras, em Faro, o Teatro Thalia, em Lisboa, este com Patrícia Barbas e Diogo Seixas Lopes, e o projecto de remodelação e ampliação do Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, distinguido com Prémio Piranesi "Prix de Rome", em 2014.